Sindicato quer ganho real para trabalhadores de supermercados e hortifrutis

Em mais uma reunião de negociação com os patrões de supermercados e hortifrutis, no dia 18, o Sindicato reafirmou a importância de avançar no reajuste salarial com ganho real para os trabalhadores.

supermercados
Os patrões ofereceram o aumento de 4% a partir de maio, no piso, mais um reajuste em dezembro, completando 4,64% em cima do salário de abril.

Acima do piso, o reajuste ficaria em 3,23% a partir de maio (apenas a inflação do período), mais 0,77% a partir de dezembro, além de 3,23% nas demais cláusulas econômicas.

O Sindicato cobrou uma proposta melhor no índice para garantir o ganho real e também a necessidade de avançar na pauta da redução de jornada nos dias 24 e 31 de dezembro, além da redução de carga horária aos domingos e feriados.

“Esse é um segmento que está em expansão, com as vendas crescendo e com alto faturamento. Então, é possível melhorar esse reajuste. Sempre é bom lembrar que esse setor nunca parou de funcionar, nem na pandemia. Esses trabalhadores merecem ser valorizados”, declara Márcio Ayer, presidente do Sindicato dos Comerciários.

As empresas aceitaram acrescentar a cláusula sobre provas para os funcionários que vão realizar concurso, liberando uma vez ao ano, devendo comunicar com antecedência de 45 dias.

Outra medida já acertada com as empresas, foi a inclusão da homologação no Sindicato, nos casos de dispensa ou renúncia para trabalhadores com estabilidade como grávidas, cipeiros, etc.

A próxima reunião ficou marcada para o dia 4 de julho.

Leia também: Negociações com supermercados e hortifrutis avançam, mas ainda precisa mais

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

19 + 4 =