Trabalhadores do Pax (Rede Economia) aprovam acordo de folgas e domingo

Em assembleias realizadas, em dois turnos, nos dias 25 e 26 de abril, os trabalhadores do supermercado Pax (Rede Economia) aprovaram o acordo proposto pela empresa. Agora, o mercado irá pagar compensação financeira e dar aos funcionários as folgas que não estavam sendo cumpridas em relação à escala semanal (6×1) e também a escala de domingos (2×1), como determina a convenção coletiva. A proposta aprovada vai beneficiar mais de 500 funcionários do supermercado.

rede economia

“Mais uma vitória dos trabalhadores que lutaram para que seus direitos fossem respeitados. O Sindicato, após denúncias, imediatamente acionou a justiça. Com isso, a empresa nos procurou para resolvermos este grave caso. Agora o mercado vai regularizar a situação, compensando financeiramente os que tiveram suas folgas negadas, como manda a convenção coletiva”, comemora Márcio Ayer, presidente do Sindicato dos Comerciários.

Como ficou o acordo:

Haverá uma compensação financeira para os trabalhadores que ainda estão ativos e que trabalharam entre 01.12.2017 e 01.12.2022 sem o devido descanso previsto. 

A compensação financeira será de R$ 100,00 a R$ 2.160,00, mais o total de 4.417 folgas extras, que serão concedidas, variando entre uma e vinte folgas para cada um, sempre observado o tempo de contrato de cada trabalhador até a data do ajuizamento da ação. 

Os pagamentos serão feitos em contracheque com a rubrica “acordo sindicato” e beneficiarão mais de 500 trabalhadores que serão divididos em quatro partes e receberão seus valores integralmente de uma única vez. 

O prazo para o pagamento é de 30 dias a partir da homologação do acordo pela justiça do trabalho. As folgas devem ser concedidas em até 24 meses após a homologação do acordo.

Em caso de demissão antes de garantir totalmente este acordo, o trabalhador receberá a diferença na rescisão.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

nove − 9 =