Desumano! Loja desliga o ar-condicionado em onda histórica de calor no Rio

Diante do intenso calor dos últimos dias e que vêm se mostrando nocivo para a saúde de toda população carioca, situação também vivenciada em outros estados, o Sindicato tomou conhecimento de empresas que estão simplesmente desligando o ar-condicionado para economizar na conta de luz.

onda de calor

O fato, além de cruel, é insalubre e expõe os trabalhadores a riscos para a saúde. A exposição prolongada ao calor pode causar confusão mental, desidratação, tontura, entre outros sintomas. 

“Um absurdo a loja não ligar o ar-condicionado, deixando os trabalhadores expostos ao calor intenso. E isso não apenas para os funcionários, mas também para os clientes. Estamos percorrendo as lojas e cobrando das empresas a manutenção de um ambiente saudável de trabalho”, destaca o diretor jurídico, Paulo Henrique.

O Rio de Janeiro tem registrado altas temperaturas e a sensação térmica acima dos 50º, conjuntura atípica até mesmo para os cariocas. 

“O calor dos últimos dias afeta diretamente os trabalhadores. Não dá pra acreditar que a loja queira economizar neste momento. É a saúde dos comerciários que está sendo prejudicada e isso não podemos aceitar. Estamos supervisionando e encaminhando para a vigilância sanitária e saúde do trabalhador cada caso registrado”, critica Márcio Ayer, presidente do Sindicato.

“Os trabalhadores têm, inclusive, já nos solicitado a liberação para o uso de bermudas, em casos em que não interfira no serviço. Nós já estamos, através de ofício, pedindo esse benefício, como forma de amenizar um pouco esse calor intenso”, afirma Ayer.

Recentemente, o Brasil se chocou com a morte de um jovem de apenas 23 anos, durante o show da cantora Taylor Swift no Engenhão. Ana Clara Benevides teve hemorragia no pulmão e três paradas cardiorrespiratórias, suspeita-se que o calor intenso tenha ocasionado os sintomas que levaram à morte – o laudo ainda é inconclusivo.

Além da Loja Tubarão, da Ilha do Governador, onde o ar-condicionado estava desligado, o Sindicato percorreu outras lojas em bairros do Rio. Se estiver exposto a risco no seu ambiente de trabalho, denuncie imediatamente ao Sindicato por meio do email denuncia@secrj.org.br ou através do WhatsApp (21) 96424-3770.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

19 − nove =