INSS: Definido reajuste de 5,93% para aposentados que ganham acima do salário mínimo

O Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) informou que aposentados e pensionistas que ganham acima do salário mínimo terão reajuste de 5,93% neste ano. O valor máximo pago pelo INSS deve subir de R$ 7.087,22 para R$ 7.507,49 em 2023. Esse valor também servirá para calcular as contribuições à Previdência. Para quem recebe acima do piso o valor será pago a partir de 1º de fevereiro.

inss

“Esse é um benefício importante, que ajuda muito os trabalhadores que por anos se dedicaram ao trabalho e que agora usufruem da aposentadoria. Além disso, quem precisa rever os valores recebidos, o Sindicato conta com advogado previdenciário disponível para os comerciários”, alerta Márcio Ayer, presidente do Sindicato dos Comerciários.

O índice do reajuste é definido com base no INPC (Índice Nacional de Preços ao Consumidor), divulgado pelo IBGE. Por lei, quem recebe aposentadoria, auxílio-doença e outros benefícios pagos pelo INSS o valor não pode ser inferior ao salário mínimo, que deve ficar em R$ 1.320, como aprovado pelo Congresso para 2023, mas ainda não oficializado pelo governo federal.

Vale lembrar que esse reajuste de 5,93% é somente para quem já estava recebendo os pagamentos em janeiro de 2022. O percentual será menor para quem começou a receber nos meses seguintes no ano passado. O Ministério da Previdência e o INSS devem oficializar o valor do reajuste proporcional.

De acordo com o INSS, cerca de 37 milhões de benefícios são pagos mensalmente e quase 70% dos beneficiários recebem um salário mínimo.

PIS/PASEP

O abono salarial do PIS/Pasep é pago aos trabalhadores de empresas privadas e públicas com renda de até dois salários mínimos e que exerceram atividade remunerada por pelo menos 30 dias no ano-base e sejam cadastrados no Fundo de Participação PIS/Pasep há, no mínimo, cinco anos. O abono do PIS, referente ao ano de 2021, será pago a partir do dia 15 de fevereiro, para nascidos em janeiro. 

Sindicato conta com advogado previdenciário

Para tirar dúvidas sobre benefícios e rever valores de aposentadoria, entre outras questões, o Sindicato conta com atendimento especializado de advogado previdenciário, na sede do Sindicato, toda terça-feira, e na subsede de Campo Grande, toda segunda-feira. Basta comparecer ao Sindicato para ser atendido. 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

dez − 6 =