Leader debocha dos ex-funcionários que até hoje não receberam verbas rescisórias

postado em: Direitos, Notícias, Notícias de Destaque | 0

Além de não pagar as verbas rescisórias dos seus ex-funcionários, a Leader ainda debocha dos trabalhadores em suas publicações nas redes sociais. O Sindicato já acionou a empresa através de uma ação coletiva em nome desses trabalhadores. 

Leader

Em fevereiro, o Sindicato realizou uma assembleia com esses ex-funcionários, que aprovaram a proposta de acordo de pagamento das verbas rescisórias feita pela própria empresa, que passa por um processo de recuperação judicial. Ao todo são 212 trabalhadores envolvidos no processo. 

“O Sindicato negociou a proposta, que foi aprovada pelos trabalhadores, mas até agora a empresa não honrou com seu compromisso. Esperamos agora, que a justiça determine o pagamento de todos os direitos devidos”, afirma Márcio Ayer, presidente do Sindicato dos Comerciários.

Na primeira audiência no Ministério Público do Trabalho (MPT), ficou determinado que a Leader deve juntar o comprovante de venda da empresa e a relação de todos os empregados demitidos desde junho de 2023. Enquanto isso, a empresa continua sem pagar as verbas rescisórias desses trabalhadores. Uma nova audiência vai ocorrer no dia 3 de junho.

Ação contra atrasos nos salários

O Sindicato também entrou com ação individual para os trabalhadores que continuam na empresa e que estão sofrendo com os constantes atrasos nos salários. 

Leia mais: Leader: ex-funcionários aprovam acordo de pagamento das verbas rescisórias

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

onze + dezesseis =