Caso Leader: trabalhadores vêm à sede do Sindicato

postado em: Notícias, Notícias de Destaque | 0

Na tarde desta terça-feira (16), dezenas de trabalhadores da Leader, que está em recuperação judicial, foram recebidos pelo presidente, Márcio Ayer, diretores e equipe jurídica do Sindicato, na sede localizada na Lapa. O objetivo do encontro foi reunir ex-funcionários para ouvir as denúncias e chegar a um entendimento da melhor ação a ser tomada em conjunto com a categoria, que reclama de rescisões parceladas e, até, pagamentos suspensos.

“Estamos acompanhando o caso da Leader há algum tempo e, após as denúncias, acionamos os trabalhadores para comparecem ao Sindicato. A empresa realizou acordos individuais, o que, em caso de parcelamentos de verbas rescisórias, é um absurdo e não se encaixa em nenhuma regra”, exclamou Márcio Ayer, presidente do Sindicato dos Comerciários.

Por meio de inúmeras queixas, o Sindicato tomou conhecimento que a Leader está realizando o parcelamento de rescisões e até suspendendo pagamentos de ex-funcionários, alegando que tal situação havia sido aprovada pelo Sindicato, o que não procede já que não houve nem acordo coletivo e nem acordo judicial.

“Vamos dar todo apoio aos trabalhadores nesse momento delicado, em que dedicaram anos de trabalho à empresa, e merecem receber o que é de direito. Nosso departamento jurídico tem este caso como prioridade.”, pontuou Márcio.

Nas últimas semanas, muitos ex-funcionários também estão relatando a falta de comprometimento da empresa com as datas acordadas pela própria para os pagamentos dos direitos.

Após o encontro, ficou acordado que o Sindicato irá conferir as contas das rescisões e chamar a empresa para uma reunião, junto ao Ministério Público do Trabalho. Também foram nomeados dois trabalhadores demitidos da empresa, que irão representar o grupo.

Vale lembrar que o setor de homologação do Sindicato poderá verificar as rescisões para conferir se todas as contas foram feitas de forma correta. Os trabalhadores que se sintam lesados, devem comparecer à sede.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

5 × 5 =