Sindicato rejeita mais uma proposta dos patrões de supermercados

O Sindicato realizou nesta terça, dia 30, mais uma negociação com os patrões de supermercados e hortifrutis. Os representantes patronais propuseram um reajuste de reposição da inflação (3,83%), uma proposta melhor, porém ainda abaixo do que está sendo pedido pelos comerciários.

supermercadosO Sindicato recusou a proposta e manteve firme a luta pelo aumento salarial com ganho real para os trabalhadores do segmento. Além do reajuste, o Sindicato também cobrou o plano de saúde para a categoria, entre outros benefícios.

“Nossa luta é pelo aumento real e mais benefícios para os trabalhadores de supermercados e hortifrutis, que precisam ser valorizados. Neste ano, o cenário econômico já é melhor, com aumento do consumo nas lojas. Isso abre espaço para garantir um reajuste melhor para os trabalhadores”, afirma Márcio Ayer, presidente do Sindicato dos Comerciários.

Aumenta consumo nos lares

Pesquisa da Associação Brasileira de Supermercados (ABRAS) aponta que o Índice Nacional de Consumo dos Lares Brasileiros teve alta de 2,14% de janeiro a abril deste ano, em comparação ao mesmo período de 2022. Em abril, o consumo dos lares cresceu 1,47% ante março e 2,09%.

Esse aumento é resultado da queda da inflação nos alimentos. Além disso, neste semestre outros pontos foram favoráveis, como o reajuste do salário mínimo, restituição do primeiro lote do Imposto de Renda, antecipação do 13º dos aposentados e pensionistas e, ainda, o aumento do Bolsa Família e o pagamento do auxílio gás.

A próxima reunião com os patrões ficou marcada para o dia 21 de junho.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

dez + treze =