Sindicato nas Lojas Americanas: nenhum direito e nenhum emprego a menos!

postado em: Notícias, Notícias de Destaque | 0

A direção do Sindicato visitou nesta quarta, dia 24, diversas unidades do Grupo Americanas para dialogar com os trabalhadores sobre o processo de recuperação judicial vivido pela empresa. Em estado de alerta, o Sindicato já está em contato com representantes do grupo. Em todo o país, a empresa conta com cerca de 44 mil trabalhadores.

Ontem, 23, o presidente do Sindicato, Márcio Ayer, participou de reunião remota com o Gerente de Recursos Humanos e Relações Sindicais da empresa. No encontro estavam presidentes e diretores da Central dos Trabalhadores e Trabalhadoras do Brasil (CTB), Confederação Nacional dos Trabalhadores no Comércio (CNTC), Federação dos Comerciários do Estado de São Paulo (Fecomerciários e seus sindicatos filiados), União Geral dos Trabalhadores (UGT Nacional) e UGT São Paulo, Confederação Nacional dos Trabalhadores no Comércio e Serviços (CONTRACS) e Federação dos Comerciários do Rio Grande do Sul.

Logo depois da reunião com o representante da empresa, Ayer puxou um encontro virtual só com sindicalistas. Ficou decidido que haverá um ato no Rio de Janeiro pela preservação dos empregos e dos direitos trabalhistas dos empregados das Americanas, com o local e data da manifestação a serem definidos.

O Sindicato também está acompanhando o caso com seu departamento jurídico para resguardar os direitos dos comerciários. “Nosso objetivo é o não fechamento das lojas, a manutenção dos empregos e de todos os direitos dos trabalhadores. Vamos continuar visitando as lojas para orientar os funcionários do processo de recuperação judicial. Estamos à disposição para também tirar dúvidas dos funcionários”, informa Márcio Ayer, presidente do Sindicato.

Em caso de qualquer mudança apresentada pelo Grupo Americanas, é importante que os trabalhadores entrem em contato. Nossos canais de denúncias estão abertos para qualquer solicitação ou tirar dúvidas.

Caso algum trabalhador já possua ação judicial contra a empresa com o nosso setor jurídico, pode entrar em contato para que seja verificado o andamento processual.

O que é recuperação judicial?

A recuperação judicial é um processo que tem como objetivo evitar a falência e viabilizar a recuperação da empresa que passa por dificuldades financeiras.

A recuperação judicial é apenas a apresentação de um conjunto de medidas dentro de um processo. Porém, a atividade econômica da empresa permanece em continuidade e, por tal motivo, durante esse período, os contratos de trabalho podem ser mantidos com salários e verbas que devem ser pagos normalmente. 

Quaisquer medidas solicitadas dentro do processo de recuperação judicial serão analisadas pelo judiciário e o Sindicato. 

Em caso de demissão, é obrigação da empresa o pagamento de todas as verbas rescisórias dentro do prazo legal de 10 dias, como previsto na CLT. 

Atenção, a recuperação judicial não se confunde com falência. No caso da recuperação judicial, a empresa continua ativa e em caso de falência, há o encerramento das atividades.

Mais informações

Departamento Jurídico: 3266-4168
WhatsApp de Denúncias (zap): 96424-3770

 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

18 − onze =