Prefeitura do Rio decreta liberação do uso de máscaras

postado em: Comércio, Notícias, Saúde | 0

A Prefeitura do Rio, por meio de um decreto publicado no Diário Oficial, anunciou o fim da obrigatoriedade do uso de máscaras em todo o município. Na prática, o uso de máscaras está liberado em todos os locais da cidade, abertos e fechados, a partir desta segunda-feira, dia 7. No último dia 3, o governo do estado já havia determinado que caberia aos municípios decidirem sobre a continuidade do uso de máscaras.

máscaras

O prefeito Eduardo Paes informou que a medida levou em conta os critérios da pandemia avaliados pelo Comitê Científico, em que se observou o melhor cenário desde o começo da pandemia, com a menor taxa de transmissão (0,3%) e o índice de positividade nos testes menor do que 5%. O avanço na vacinação também pesou na decisão das autoridades, uma vez que 83,7% da população está com o esquema primário completo (2 doses ou dose única) e 54,1% das pessoas estão com a dose de reforço. O Rio é a primeira capital do país a tomar essa medida. 

Para o presidente do Sindicato dos Comerciários, Márcio Ayer, os dados mostram um bom momento da pandemia, porém ainda é preciso ter cautela. “Por mais que essa medida tenha sido tomada, precisamos nos lembrar das condições de aglomeração enfrentadas pelos trabalhadores, principalmente nos transportes públicos, que acabam expondo todos a um risco maior de contaminação. Por isso é importante se prevenir e seguir vacinando a população, inclusive das crianças, pois esse é o melhor caminho para a proteção de todos”, avaliou Ayer.

De acordo com o decreto, a comprovação do passaporte vacinal está mantido pelo menos pelas próximas três semanas, em estabelecimentos comerciais, até o momento em que está previsto o município atingir a meta de 70% da população adulta com a 3ª dose completa.

O Secretário de Saúde do Rio afirmou que pessoas com imunossupressão ou comorbidades graves que não tenham se vacinado até o momento, precisarão manter o uso de máscaras para evitar o contágio. O mesmo vale para pessoas que estejam com sintomas respiratórios e crianças que não tenham o esquema vacinal completo.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

13 − nove =