Sindicato fecha o ano com reajustes em todos os segmentos do comércio

postado em: Notícias, Notícias de Destaque, SECRJ | 0

Apesar do ano difícil para os trabalhadores, com crise econômica, alto desemprego e com essa pandemia que parece eterna, o Sindicato, com muita luta e negociação, conquistou reajuste salarial para todos os segmentos do comércio em 2021.

A continuidade da pandemia prejudicou diretamente o comércio, que mesmo com a retomada do funcionamento, tem ainda uma perda acumulada desde 2020. Aliás, o ano passado foi ainda pior para os trabalhadores. O comércio liderou o fechamento de vagas em 2020.

reajuste

Ainda em 2020, através de um estudo – A Covid-19 e os trabalhadores do Comércio – o Dieese demonstrou que a postura do governo agravou ainda mais a situação, gerando mais desemprego e precarização nas relações de trabalho. Segundo o Dieese, “é certo que se trata de uma das maiores, senão a maior, crise econômica da história mundial”. 

Infelizmente, o governo federal pouco fez em prol dos trabalhadores. Pelo contrário, insistiu em Medidas Provisórias que cortavam direitos e precarizavam as relações de trabalho, como as MPs 936 e 1045.

Reajustes para todos

Segundo dados do Dieese, em outubro cerca de 65% das negociações salariais ficaram abaixo da inflação medida pelo INPC-IBGE (Índice Nacional de Preços ao Consumidor, do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística). No ano, o percentual de reajustes abaixo da inflação segue muito próximo de 50%. 

Essa realidade difícil, pesou na hora das negociações. Mas apesar de todas essas dificuldades, o Sindicato foi firme, quando esteve frente a frente com os patrões, para garantir o reajuste dos comerciários. Inicialmente, eles ofereceram 0% de aumento, alegando a crise provocada pela pandemia, com a queda nas vendas. De imediato, o Sindicato não aceitou e cobrou uma proposta razoável para começar negociar. 

O Sindicato lembrou que ano passado alguns segmentos ficaram sem aumento, por conta do fechamento das lojas. Apesar de ter garantido a manutenção de todos os benefícios na convenção coletiva de 2020, para este ano era preciso ter aumento para todos. E assim foi!

“Tivemos um ano bem difícil, mas também tivemos vitórias. Garantimos o reajuste para todos comerciários, e só nós sabemos o quanto foi suado”, comemora Márcio Ayer, presidente do Sindicato dos Comerciários, que completa: “queremos começar o próximo ano com força total, agregando ainda mais benefícios para os trabalhadores e melhorando sempre a nossa atuação. Para 2022 esperamos um ano de retomada, com muitas mudanças no país”.

Perspectivas

É compromisso do Sindicato começar o ano com novidades. A entidade prepara novos benefícios para os sócios e suas famílias, com mais atendimentos na área da saúde e ampliação dos demais serviços.

Também terá a campanha salarial a partir de maio, quando mais uma vez será importante que os comerciários estejam atentos e pressionem por melhores salários e mais direitos. Será o momento de cobrar a valorização dos comerciários.

“Contamos com a participação dos comerciários para fortalecer a luta por um salário mais justo. Para isso, também é preciso valorizar o Sindicato, se tornando sócio da entidade. Tudo isso nos deixa mais fortes na hora de negociar com os patrões e conquistar um aumento melhor para todos”, finaliza Márcio Ayer.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

17 − treze =