Via Varejo gasta milhões com propaganda, mas empresa recusa aumento da cesta básica

Com o aumento dos preços dos alimentos fica cada vez mais difícil encher o carrinho de compras. Funcionários ainda pedem outras melhorias.

via varejo

Atualmente, a cesta básica fornecida pela Via Varejo está no valor de R$ 120, porém ainda há o desconto de R$ 24 no salário de cada trabalhador. Diante da subida dos preços dos alimentos, o Sindicato pleiteia o reajuste do valor da cesta com urgência. Infelizmente, a empresa não dá retorno para a proposta, adiando reuniões sem trazer uma resposta concreta.

Tudo para a “rainha da sofrência” e jogador de futebol, mas quem sofre mesmo é o comerciário no dia a dia.

Enquanto a empresa gasta volumosos recursos com propaganda com cantora sertaneja e jogador de futebol, os trabalhadores continuam enfrentando diversos problemas. Além da falta de reajuste da cesta básica, os funcionários pedem outras mudanças:

Plano de Saúde – A empresa mudou o plano de saúde para a Amil, porém a rede de atendimento é menor. É preciso readequar o plano.

Homologação – Na hora de fazer a rescisão, sempre faltam documentos dos trabalhadores.

Celular sem Whatsapp – A empresa forneceu aparelhos de celular para as vendas online. Porém, sem pacote de dados e sem acesso ao Whatsapp, o que dificulta muito as vendas. O Whatsapp é uma das principais redes sociais hoje, utilizada por muitos clientes, dificultando a relação dos trabalhadores com os consumidores. Já o pacote de dados é fundamental para poder concluir as vendas.

O Sindicato está cobrando da Via Varejo a abertura de negociação para todos esses pontos citados acima e aguarda uma resposta concreta da empresa.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

5 + seis =