Patrões insistem com proposta rebaixada

Novas negociações ocorreram nesta semana. Mas os patrões são osso duro de roer e continuam apresentando propostas que não valorizam os comerciários. O Sindicato cobrou novamente que eles busquem imediatamente um reajuste que contemple o esforço e a dedicação dos comerciários. 

patrões

Mais uma reunião com os patrões sem o reconhecimento que os comerciários merecem. Queremos fechar o quanto antes esses acordos, que têm sido um pedido dos trabalhadores para garantir logo o merecido aumento salarial, mas os patrões continuam falando em reajustes baixos. Esses comerciários que estão todos os dias nas ruas, se arriscando neste momento de pandemia, merecem mais, porém o que foi proposto ainda não dá para aceitar”, critica Márcio Ayer, presidente do Sindicato dos Comerciários.

As próximas reuniões serão nos dias 28/07 e 04/08, às 15h.

Veja os índices apresentados nas negociações da Campanha Salarial

Na reunião com os varejistas, os patrões ofereceram 3,5% de reajuste e nas demais cláusulas econômicas. 

Os atacadistas não mudaram a proposta, mas disse que poderiam chegar nos 3,5%.

Funerárias: 3,5% maio + 3,5% agosto, podendo chegar a 3,8%.

Sindifer: 6,5%, 3,25% em maio e 3,25% em agosto (cláusulas salariais). Teto: 3,25%. Demais cláusulas 6,5%.

Sindromed: 4% linear

Sindisider: INPC a partir de setembro + abono de R$ 150

Atacadista de gêneros: sem proposta

  1. Empregado

    Isto é um absurdo, o que estão aguardando para judicializar a situação através do dissídio?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

8 + um =