Donos de supermercados querem achatar mais salário dos trabalhadores

postado em: Notícias, Notícias de Destaque | 0

A ganância dos donos de supermercados e hortifrutis não tem fim. Mesmo com toda dedicação e esforço, com os trabalhadores sem parar um dia sequer na pandemia, em nenhum momento passa pela cabeça deles valorizar seus funcionários.

Na primeira reunião de negociação da campanha salarial, ocorrida nesta quinta (29), os representantes dos donos de supermercados e hortifrutis apresentaram uma proposta, no mínimo, ridícula, que mostra bem o quanto eles desprezam os comerciários e suas famílias. 

A proposta rebaixada foi de pagar agora em maio apenas ¼ da inflação do período em maio próximo, mais ¼ em dezembro de 2021. Ou seja, apenas metade do que for apurado na inflação. 

A inflação do período ainda não foi fechada, mas deve ficar por volta de 7,5%. Porém, os patrões querem dar apenas metade disso, sem qualquer ganho real. Parece sacanagem, e é mesmo! Desde o início da pandemia os supermercados estão lotados, pois a corrida por alimentos foi grande. Fora isso, quem faz compras mensalmente percebe que tudo aumentou de preço, inclusive itens básicos como feijão, arroz e óleo. 

“Tudo aumentou de preço, mas na hora de reajustar o salário dos comerciários, eles apresentam uma proposta extremamente rebaixada. A direção do Sindicato recusou na mesma hora, os trabalhadores precisam ser valorizados. Ninguém parou na pandemia, os supermercados estão cheios e vendendo muito, mas não querem nem dar a inflação. Um absurdo”, protesta o presidente do Sindicato dos Comerciários, Márcio Ayer.

O Sindicato manteve a proposta de reajuste salarial de 10%, como foi aprovada em assembleia dos trabalhadores no dia 15 de abril. Uma nova reunião de negociação ocorrerá na sexta-feira, dia 7, às 15h.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

18 − 5 =