Black Friday: nossos direitos não estão em liquidação!

postado em: Direitos, Notícias | 0

Nesta sexta-feira, dia 27, o comércio comemora a Black Friday, com diversas promoções nas lojas durante a semana, o que garante um crescimento nas vendas. Muitas lojas ficam cheias e o horário de funcionamento fica maior. Mas pra ficar legal, tem que ser bom pra todo mundo, patrão e trabalhador. Por isso, quem é comerciário precisa ficar de olho bem aberto.

black friday

“A Convenção Coletiva garante nossos direitos. Por isso sempre ressalto a importância de termos uma convenção assinada, com todos os benefícios respeitados. Então, mesmo com a Black Friday não podemos aceitar abusos, horas-extras intermináveis ou metas que são absurdas. Patrão tem que respeitar a carga horária, manter o descanso semanal remunerado, manter o horário de almoço ou intervalo do lanche. Não vale assediar trabalhador ou trabalhadora”, declara Márcio Ayer, presidente do Sindicato dos Comerciários.

Muitas pessoas trabalham em estoque e precisam atender as demandas das vendas on-line. Seus direitos também estão garantidos. A jornada semanal dos comerciários é de 44 horas semanais. 

As convenções coletivas tem o piso salarial de cada segmento. Também é proibido pagar salário diferente para funcionário que exerça a mesma função. Se fez hora-extra precisa receber o valor correspondente.

Se as vendas crescem, então precisa ser bom pra todos. Vamos ficar atentos:

-a jornada de trabalho é de 44 horas semanais;
-limite de 2 horas extras por dia;
-o intervalo mínimo é de 11 horas entre as jornadas;
-o repouso semanal remunerado tá garantido.

Seu patrão vacilou? A melhor forma de defender os seus direitos é fazendo uma denuncia anônima diretamente pelo nosso site secrj.org.br/denuncias. Caso prefira, envie um email para denuncia@secrj.org.br ou mande mensagem para (21) 96424-3770.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

cinco × 4 =