Consciência Negra: Igualdade é um direito

postado em: Notícias, SECRJ | 0

Racismo também é um problema seu! Nesta semana em que se comemora o Dia da Consciência Negra (20 de novembro), o Sindicato chama atenção para atitudes racistas que presenciamos no dia a dia, inclusive no comércio. Quantas pessoas no seu ambiente de trabalho são negras? Quantas dessas pessoas negras ocupam espaços de poder e de decisão? Quantas dessas pessoas são bem remuneradas e reconhecidas? Quantas dessas pessoas são mulheres negras?

consciência negra

“O racismo é uma realidade em nossa sociedade e precisa ser combatido. No comércio tivemos casos que ocorreram recentemente. O Sindicato, através de sua diretoria, está pronto para prestar todo assistência necessária para esses casos, inclusive jurídica. Lutar contra o racismo é papel de todos”, declara Márcio Ayer, presidente do Sindicato dos Comerciários.

Infelizmente não são poucos os casos de racismo no comércio. No final de agosto, a gerente de uma loja chamou a funcionária de escrava. O caso foi parar na delegacia. O Sindicato prestou solidariedade e assistência à trabalhadora. Outro caso recente que ganhou repercussão foi de uma comerciária de supermercado que foi demitida após denunciar um caso de racismo por parte de outro funcionário. O Ministério Público do Trabalho chegou a denunciar a empresa por omissão.

Racismo é crime e precisa ser combatido. Ainda hoje, o preconceito é grande, inclusive no mercado de trabalho, onde negros e negras acabam ocupando postos menos qualificados. É importante que as pessoas denunciem casos de racismo”, afirma a diretora de Promoção da Igualdade Racial do Sindicato, Darlana Santiago. 

Não se engane, o racismo é uma das formas de exploração mais cruéis e mais naturalizadas contra os trabalhadores. O racismo derruba a autoestima, mina as possibilidades de crescimento profissional e coloca muitas pessoas cada vez mais à margem da sociedade! 

Sofreu racismo? Denuncie em www.secrj.org.br/denuncias. Caso prefira, envie um email para denuncia@secrj.org.br ou mande mensagem para (21) 96424-3770. A denúncia é anônima.

Leia também: 

Racismo é crime. Não se cale, denuncie!

Coletivo de Igualdade Racial debate racismo no trabalho 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

um × quatro =