Após ação do Sindicato, Osklen pagará folgas não concedidas

postado em: Benefícios, Notícias | 0

Após ingressar com uma ação na justiça, o Sindicato garantiu o pagamento das folgas não concedidas aos trabalhadores da Osklen. Depois de muita negociação entre Sindicato e empresa, foi apresentada uma proposta de acordo que vai compensar financeiramente os funcionários.

osklen

Por não estar concedendo as folgas para seus funcionários, o Sindicato entrou com uma ação na justiça. Após diversas negociações, a Osklen, então, apresentou a proposta de acordo que dará uma compensação financeira para os trabalhadores, conforme o tempo de casa de cada um. Assim, quem tem mais tempo de casa ganhará mais do que quem tem menos tempo.

“Essa é mais uma conquista para os trabalhadores que não estavam tendo suas merecidas folgas concedidas. A partir da ação do Sindicato na justiça e muita negociação, a empresa apresentou uma proposta de acordo, compensando financeiramente cada funcionário. É mais uma vitória do Sindicato na luta para garantir os direitos de todos os trabalhadores”, comemora Márcio Ayer.  

O valor será pago pelo Sindicato em blocos, durante dois meses. Primeiro serão pagos os funcionários admitidos até 2016 e no mês seguinte os admitidos entre 2017 e 2020. Aqueles que têm mais tempo de casa receberão primeiro e os que têm menos tempo de casa receberão por último. 

O início do pagamento se dará em até 30 dias após a homologação do acordo, que deve acontecer ainda no mês de outubro. A previsão é pagar a todos os funcionários até dezembro. 

Em caso de demissão, não haverá qualquer prejuízo para o trabalhador. Todos os funcionários os que estão na lista terão direito a receber o valor do acordo. 

Não será preciso ir até o Sindicato

O Sindicato irá recolher a autorização individual de cada beneficiário da seguinte forma: após a homologação do acordo, os diretores comparecerão nas lojas para informar e recolher a assinatura no termo de anuência dos funcionários. 

Na ocasião, os empregados poderão consultar o valor a ser recebido para quitar as diferenças devidas pelos domingos e feriados trabalhados e não compensados corretamente nos últimos cinco anos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

16 − 15 =