Racismo é crime. Não se cale, denuncie!

postado em: Denúncias, Notícias | 0

A comerciária Janine Oliveira, de 27 anos, funcionária da Rosa Chá, no shopping Leblon, denunciou que a gerente da loja em que trabalha a chamou de escrava. A diretora de Promoção de Igualdade Racial do Sindicato, Darlana Santiago, entrou em contato com Janine para prestar solidariedade. O Sindicato dará toda assistência necessária.

racismo
Jornal Extra – 27/08/2020

A ocorrência foi registrada na 14° DP do Leblon. Segundo Janine, a ofensa ocorreu no dia 14 de julho, quando ela foi chamada de escrava em uma reunião com outros funcionários. Em entrevista, ela disse que resolveu fazer a denúncia, pois não poderia aceitar a situação ocorrida. “É hora de abrir a boca e expor o racismo”, disse.

Apesar de em um primeiro momento continuar trabalhando na loja, Janine disse que o ambiente ficou desconfortável, que começou a ter crise de ansiedade e agora está afastada da loja.

Segundo ela, esse não foi o primeiro caso de racismo que sofreu. Em outra lugar que trabalhava, Janine disse que a gerente tinha preconceito com o seu cabelo.

Sofreu racismo? Denuncie em www.secrj.org.br/denuncias. Caso prefira, envie um email para denuncia@secrj.org.br ou mande mensagem para (21) 96424-3770. A denúncia é anônima.

Além de uma diretoria que trata das ações de combate ao racismo, o Sindicato conta com um coletivo que debate temas ligados aos casos de preconceito e ações de promoção de igualdade no comércio.

Leia também: Coletivo de Igualdade Racial debate racismo no trabalho

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

dez − dez =