Giro Lar & Lazer quer aplicar ilegalmente medida que suspende contrato de trabalho

postado em: Direitos, Notícias | 0

A Giro Lar & Lazer comunicou aos seus funcionários que por conta do novo coronavírus irá suspender o contrato de trabalho, sem pagar os salários enquanto durar a solicitação de isolamento. Essa é uma medida ilegal. Inicialmente estava prevista na Medida Provisória 927, em seu artigo 18. Porém, no mesmo dia, o governo federal revogou este item da MP.

“É uma ilegalidade isso, já acionamos nosso departamento jurídico para acompanhar o caso e garantir os empregos e os salários dos trabalhadores. A revogação deste item foi uma vitória da pressão das entidades sindicais que imediatamente denunciaram esse absurdo que o governo propôs. Agora, algumas empresas tentam se aproveitar deste momento crítico para cortar direitos dos seus funcionários”, critica Márcio Ayer, presidente do Sindicato dos Comerciários.

A Giro Lar & Lazer é recorrente quando se trata de denúncias de desrespeito à convenção coletiva e aos seus funcionários. O Sindicato já ganhou liminar impedindo que a loja abrisse no Dia dos Comerciários, que determina a folga para todos os trabalhadores.

Recentemente, o Sindicato também esteve na loja para verificar uma denúncia sobre falta de água para os trabalhadores. Além disso, foram apuradas várias irregularidades, como calor excessivo, falta de higiene nos banheiros e refeitório, corrimãos das escadas quebrados. A loja foi notificada e teve que tomar medidas para sanar esses problemas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

nove + cinco =