Sindicato presta contas ao trabalhador

postado em: Notícias | 0
O presidente licenciado Márcio Ayer (centro) e os diretores que compõe o Conselho Fiscal. Imagem: Wellington Santos/ Comerciários

Por unanimidade, os comerciários associados do Sindicato Comerciários do Rio aprovaram a prestação de contas da entidade do exercício de 2017, em Assembleia Ordinária realizada no último dia 30/05 na sua sede. O relatório apresentado pelo Conselho Fiscal foi debatido com os trabalhadores que se mostraram satisfeitos em poder discutir como são utilizados os recursos do Sindicato.

Essa foi a última assembleia presidida pelo presidente Márcio Ayer que se licenciou para cumprir as normas da lei eleitoral. Em sua fala Márcio destacou a responsabilidade da diretoria com os recursos da entidade. “Investimos na luta por melhores salários, direitos e mais respeito, e também na dura batalha para barrar as reformas trabalhistas e da previdência. O ano de 2017 foi inteiro de lutas, por isso é gratificante ver um relatório de prestação de contas com os recursos dos trabalhadores sendo investidos na defesa dos seus interesses. Essa é mais uma prova de que os anos obscuros dos Mata Roma definitivamente acabaram”, disse o presidente, que durante sua licença será substituído pela vice Alexsandra Nogueira.

Segundo o comerciário aposentado Aderval Souza, que esteve pela primeira vez numa assembleia da categoria, foi um momento importante para todos os comerciários. “Pra mim é um momento histórico. Tenho 46 anos na categoria, desde 1962, nunca tive a oportunidade de estar junto do Sindicato, nunca entrei neste salão e muito menos vi uma prestação de contas. Aqui aprendi como é a luta do Sindicato e de como a diretoria utiliza esses recursos. Vocês estão de parabéns,” disse o aposentado, emocionando todos os presentes.

O relatório do Conselho Fiscal foi apresentado por seu presidente, Paulo Henrique da Silva, em conjunto com os outros membros Darlana Santiago, Marcelo Mainieri, Adriana Teixeira, Jorge de Paula e Márcio Souza. Para Paulo Henrique, o principal desafio da categoria agora é garantir uma ampla sindicalização dos comerciários, na medida em que a reforma reduziu muito a arrecadação do Sindicato, o que dificulta a manutenção de serviços para os comerciários. “É preciso que os comerciários se associem, contribuam e sejam parceiros do Sindicato para que possamos continuar lutando por direitos”, destacou o diretor.

Como funciona a prestação de contas – A contabilidade do Sindicato mostra quais foram os recursos que entraram e o que foi gasto. A partir desse relatório, o Conselho Fiscal analisa a relação dos recursos com as atividades promovidas pela diretoria, como a Campanha Salarial, as ações de fiscalização e os serviços prestados aos sócios, tais como assistência médica/ odontológica, assessoria jurídica e a Fazenda dos Comerciários. Depois o Conselho verifica se as contas estão corretas e idôneas. A partir dessa avaliação a Comissão elabora um relatório no qual faz recomendações e emite um parecer de aprovação ou reprovação das contas da entidade. No caso das contas do Sindicato do ano de 2017, o conselho destacou a redução drástica da arrecadação, que deve ser revertida com amplas campanhas de sindicalização, e deu o parecer favorável à aprovação das contas do Sindicato.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

seis − 4 =