Comerciários não podem pagar pela falta de transporte público

postado em: Notícias | 0
Imagem: reprodução da internet

Com a frota de ônibus do Rio drasticamente reduzida em função da paralisação dos caminhoneiros e transportadoras, os comerciários cariocas têm enfrentando grandes dificuldades para chegar pontualmente ao trabalho. Injustamente, muitas empresas estão insensíveis ao problema e têm descontado os trabalhadores pelos atrasos. Neste sentido, entramos em contato com o sindicato patronal que, em nome do bom senso, concordou em orientar os lojistas a não descontar os trabalhadores pelos atrasos e eventuais faltas. O Sindilojas informou que também vai enviar ofícios às administradoras, uma vez que algumas lojas também enfrentam dificuldades para abrir, sobretudo as menores, e estão sob ameaça de multas pelas administradoras.

Se você é comerciário e enfrenta esse tipo de problema, avise pra gente. O Departamento Jurídico do Sindicato está à sua disposição para entrar em campo e negociar com a empresa em que você trabalha o cancelamento dos descontos injustos. “Essa crise resulta da mudança da política de preços e dos sucessivos aumentos dos combustíveis feitos pelo governo Temer, que prejudicam toda a população, beneficiando apenas os investidores gringos e outros ricaços. Não é justo que alguns patrões queiram prejudicar ainda mais os comerciários com esses descontos”, dispara o presidente do Sindicato dos Comerciários do Rio, Márcio Ayer.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

dezessete + 10 =