Comerciários repudiam violência policial durante manifestações

postado em: Notícias | 0
Foto: Rafael Rodrigues/ Comerciários

De forma pacífica e organizada, os trabalhadores retomaram a prática democrática de ir às ruas reivindicar direitos, ora ameaçados pelas reformas do ilegítimo governo Temer. Mas, infelizmente, o Estado, por meio do aparato repressivo da Polícia Militar, insiste em reviver cenas do passado e utilizar-se da violência para tentar impedir nossas manifestações. Na última sexta-feira (28/5), a PM transformou a Cinelândia em praça de guerra com a clara intenção de interromper a atividade promovida pelas centrais sindicais e frentes populares. Os policiais chegaram ao cúmulo de atirar bombas de gás lacrimogêneo e balas de borracha contra o palco do evento, de onde falavam à multidão diversos parlamentares e outras lideranças sociais.

Nós comerciários tivemos que lidar, durante quase 50 anos, com uma cúpula mafiosa que se instalou na direção da entidade pelo arbítrio da Ditadura Militar. Sabemos melhor do que ninguém quanto custa a perda das liberdades democráticas. Por isso, o Sindicato dos Comerciários do Rio repudia esse vil ataque à democracia e cobra das autoridades garantias para que as próximas manifestações possam ser realizadas sem a violenta interferência da força policial.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

catorze + 13 =