Sindicato protesta contra abertura do comércio na 2ª de Carnaval

postado em: Notícias | 0
Na imagem, da esquerda para a direita os diretores do Sindicato Renato Bernardino, Rosângela Rocha, José Cláudio de Oliveira, Vinícius de Moraes, Josué Ribeiro, Márcio de Souza e Bruno Cézar. Foto: Rafael Rodrigues/ Comerciários
Na imagem, da esquerda para a direita os diretores do Sindicato Renato Bernardino, Rosângela Rocha, José Cláudio de Oliveira, Vinícius de Moraes, Josué Ribeiro, Márcio de Souza e Bruno Cézar. Foto: Rafael Rodrigues/ Comerciários

Com faixas, bandeiras, panfletos e carro de som, diretores do Sindicato dos Comerciários do Rio foram à porta do Nova América, na manhã desta segunda-feira (06/02) antes da abertura das lojas, para conversar com os trabalhadores. Muitos estão indignados com a possibilidade de ter que trabalhar na Segunda-Feira de Carnaval e contam com o apoio do Sindicato para impedir mais essa arbitrariedade patronal.

Após a manifestação, liderados pelo presidente do Sindicato, Márcio Ayer, os diretores foram à administração do shopping entregar uma carta contra a abertura na Segunda de Carnaval. “Assinalamos que nessa data, tradicionalmente, não há funcionamento do comércio, primordialmente por questões de segurança e em razão da dificuldade de trânsito na cidade. Até mesmo os comerciantes não desejam o funcionamento, seja em razão da preocupação com segurança, seja pela provável ausência de consumidores nesse dia”, diz o texto, assinado por Márcio.

Os dirigentes sindicais foram ainda de loja em loja para conversar com os trabalhadores. E.G.X., gerente de um dos estabelecimentos visitados, confirmou que o trabalho durante o carnaval fica muito mais complicado: “Falta ônibus, o risco de assalto é maior e a própria relação com o cliente fica mais difícil. Ficamos mais expostos, a maioria das pessoas que entram nas lojas são foliões que estavam curtindo o carnaval e as vendas são praticamente inexistentes”. 

Diretores e assessores do Sindicato no momento da entrega da carta à administração do Nova América. Foto: Wellington Santos/ Comerciários
Diretores e assessores do Sindicato no momento da entrega da carta à administração do Nova América. Foto: Wellington Santos/ Comerciários

Abaixo-assinado e mesa redonda – “Na Segunda de Carnaval, todos os caminhos da cidade vão levar aos blocos e ao sambódromo. Todo o aparato de segurança pública vai estar mobilizado nesses pontos, deixando o resto da cidade muito mais inseguro. Além disso, quem acha que o carioca vai se meter em shopping nesse dia, não conhece bem o Rio”, comentou ao microfone, durante a manifestação, o diretor Marcelo Bizerra. “Os lojistas sabem dos riscos de abrir durante o Carnaval, quando o número de assaltos aumenta muito, mas estão sendo pressionados a abrir pela administração dos shoppings. Eles têm seguro para cobrir eventuais prejuízos materiais, mas e a vida do trabalhador, quem é que cobre? Quem devolve? Estamos valendo menos do que um Iphone!”, disparou o diretor Renato Bernardino.  

Um abaixo-assinado organizado pelo Sindicato, que circula pelos maiores shoppings da cidade, já recolheu mais de cinco mil assinaturas de comerciários contra a abertura na Segunda de Carnaval. O Sindicato também levou a discussão à Superintendência Regional do Trabalho (SRTE), que vai realizar, na próxima quinta-feira (9/02), uma mesa redonda para superar o impasse entre os trabalhadores e as empresas.

Primeiro recuo dos patrões – As manifestações do Sindicato nos shoppings vão continuar nos próximos dias, pois parece que a pressão já surtiu efeito. O Shopping Rio Design, administrado pelo mesmo grupo que gerencia o Nova América, comunicou nesta segunda-feira (06/02) aos lojistas que, ao contrário do que havia exigido anteriormente, o funcionamento das lojas na Segunda será facultativo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

4 − 2 =