O combinado não sai caro. Paga os 10%, patrão!

postado em: Notícias | 0
Patrão que vacilar vai ter que aturar o Sindicato na porta da loja. Imagem: Wellington Santos/ Comerciários
Patrão que vacilar vai ter que aturar o Sindicato na porta da loja. Imagem: Wellington Santos/ Comerciários

Os sindicatos dos patrões de todo o comércio do Rio já assinaram as Convenções Coletivas de Trabalho (CCTs)* com o reajuste de 10% nos salários, retroativo a maio, e todas as demais conquistas da nossa Campanha Salarial. Apesar disso, ainda tem patrão por aí pensando que tira onda de esperto. Com as desculpas mais esfarrapadas, quer jogar pra frente o seu aumento. Entenda o que você deve exigir e saiba como se defender.

Quem recebe os 10%? – Todos os comerciários que tinham mais de um ano de empresa em maio de 2016 têm direito ao reajuste integral. Quem foi admitido entre maio de 2015 e maio de 2016 terá reajuste proporcional. Para saber o percentual, multiplique o número de meses trabalhados no período por 0,83. Caso o valor do seu salário reajustado em 10% não atinja o piso de R$ 1.090, ainda assim seu salário será de R$ 1.090, pois nenhum comerciário (com exceção daqueles em regime de experiência) poderá receber menos que este valor.

Tem retroativo? – Sim! O reajuste no salário e no piso salarial vale para os meses de maio, junho, julho, agosto e setembro. Esse retroativo poderá ser pago em até duas parcelas, em outubro e novembro. Se não veio nada no contracheque que saiu agora, nada impede que a empresa abra uma folha de pagamento suplementar em outro momento do mês. Também pode pagar o retroativo integral no mês que vem. Mas ATENÇÃO! O retroativo tem que estar todo pago até, no máximo, o quinto dia útil de novembro. Se passar disso, tá errado!

E se o patrão vacilar? – Vai ter que enfrentar as consequências na Justiça do Trabalho, multas e – o que costuma irritar mais ainda – ter que aturar o Sindicato em peso na porta da loja, queimando a marca e denunciando seu desrespeito aos trabalhadores.

Denuncie o patrão falcatrua – O Sindicato vai jogar duro pra fazer valer os direitos dos comerciários. Se você não receber o aumento ou receber menos do que deveria, denuncie ao Sindicato! Reúna cópias dos contracheques ou qualquer outra prova e entre em contato pelo email juridico@secrj.org.br. Ou venha pessoalmente ao Departamento Jurídico do Sindicato, que atende na Sede da R. André Cavalcanti, em Campo Grande e no BarraShopping.

Acesse www.comerciariosrio/acordos-e-convencoes/ e encontre essas e outras informações sobre as assinaturas e outras conquistas da CCT 2016/2017.

*Com exceção do sindicato do comércio atacadistas de alimentos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

dezoito + 15 =