Demitidos da Casa Cruz negociam parcelamento da indenização

postado em: Notícias | 0
O presidente do Sindicato, Márcio Ayer, fala aos ex-funcionários da Casa Cruz. Imagem: Rafael Rodrigues/ Comerciários
O presidente do Sindicato, Márcio Ayer, fala aos ex-funcionários da Casa Cruz. Imagem: Rafael Rodrigues/ Comerciários

Em Assembleia realizada na tarde dessa quarta-feira (31) na sede do Sindicato dos Comerciários do Rio, as funcionárias e funcionários demitidos pela tradicional papelaria Casa Cruz autorizaram a assinatura de um acordo para o pagamento das dívidas rescisórias de forma parcelada. Cento e dezenove trabalhadores foram recentemente demitidos pela empresa e ainda não receberam suas indenizações. Na Assembleia, 71 dos 79 presentes disseram aceitar o parcelamento. 

 

Pelo acordo conquistado pelo Sindicato com a Casa Cruz, as rescisões serão pagas em quatro parcelas. O grupo de 88 funcionários que tinham salários mais baixos vai receber primeiro, com pagamento da primeira parcela no dia 15 de setembro. Os demais, que tinham salários mais altos, receberão a primeira parcela em janeiro e terão os pagamentos concluídos em abril. Outra conquista é que durante todo o período do parcelamento, a empresa vai manter o pagamento, sem descontos, do Vale Refeição a todos os ex-funcionários e do Plano de Saúde para aqueles que estavam com o plano ativo antes da demissão.

 

Já a partir da próxima segunda-feira (5/9), o Sindicato vai iniciar as homologações das rescisões para que os trabalhadores possam liberar o FGTS e ter acesso às parcelas do Seguro Desemprego. A aceitação do acordo não impede que os ex-funcionários processem a empresa caso sintam-se lesados, nem inviabiliza eventuais processos que já tenham sido iniciados na Justiça do Trabalho. Essas e várias outras dúvidas dos demitidos foram esclarecidas por diretores e advogados do Sindicato durante a Assembleia.

 

“Vamos estar atentos e vigilantes para que todos os pontos do acordo sejam cumpridos e para que os direitos dos trabalhadores sejam respeitados. O apoio jurídico do Sindicato não vai custar nada para os demitidos, incluindo o atendimento individual de questões específicas de cada trabalhador”, disse o presidente do Sindicato, Márcio Ayer. Ele acrescentou que todas as informações vão continuar sendo repassadas aos ex-funcionários pelo grupo de WhatasApp criado especialmente para atender esse objetivo pelo diretor jurídico do Sindicato, Edson Machado. Quem tiver interesse pode fazer contato pelo Zap (21) 96697-5260.
Participaram ainda da Assembleia os diretores sindicais Marcelo Black, Daniele Moretti, José Cláudio Oliveira, Douglas de Freitas e Jorge de Paula.

Setenta e nove dos 71 demitidos presentes à Assembleia votaram favoravelmente ao acordo. Imagem: Rafael Rodrigues/ Comerciários
Setenta e nove dos 71 demitidos presentes à Assembleia votaram favoravelmente ao acordo. Imagem: Rafael Rodrigues/ Comerciários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

14 − 10 =