Comerciários rejeitam ‘pegadinha’ dos patrões

postado em: Notícias | 0

Assembleia rejeita mudanças de última hora na convenção feitas pelos patrões. Pressão vai continuar.

Assembleia Geral na sede do Sindicato dos Comerciários do Rio | Foto: Rafael Rodrigues/Comerciários
Assembleia Geral na sede do Sindicato dos Comerciários do Rio | Foto: Rafael Rodrigues/Comerciários

Nesta quarta-feira (6), o Sindicato dos Lojistas (SindiLojas) fez contato com o Sindicato dos Comerciários para dizer que os patrões finalmente iriam abrir a mão. Além de dar 10% de aumento, reajustar os pisos e pagar auxílio-creche, disse também que ia acabar com aquela pegadinha de renovar automaticamente, por dois anos, as convenções temáticas de Banco de Horas, Domingos e Feriados.

Mas, na hora do ‘vamo vê’, a proposta de convenção enviada pelos patrões estava cheia de itens diferentes do que haviam sido combinados. É a chamada “má-fé negocial”. Se liga nas manipulações:

> Mudaram o texto para nos obrigar a trabalhar no Natal e no Ano Novo;
> Sumiram com a estabilidade para pré-aposentadoria;
> Congelaram o valor da multa por descumprimento da Convenção;
> Passar a administração do nosso seguro familiar para os patrões (Qual é o interesse deles nisso!?;
> Não incluíram a garantia da gratificação para gerentes e vários outros paranauês. É mole!?

“Foi jogo sujo, com o claro objetivo de reduzir nossas conquistas. Estávamos a minutos da Assembleia que poderia aprovar a assinatura da Convenção. Tentaram nos atrapalhar, mas vão precisar de mais do que isso. Não vai ficar barato!”, detona o presidente do Sindicato dos Comerciários, Márcio Ayer.

Paralisação – Comerciário não é bobo! Enquanto os patrões brincam, em Assembleia dissemos NÃO. As paralisações no comércio vão continuar, cada vez mais fortes e agora com o apoio até dos clientes. Foi aprovada ainda uma greve com paralisação geral a partir da zero hora do próximo dia 14 (quinta-feira), em locais indicados pela diretoria do Sindicato, caso as pegadinhas não sejam retiradas do texto da convenção.

Banco de horas expirado – Os patrões que se cuidem com a Lei, porque desde o último dia 26 as convenções de banco de horas estão expiradas para as empresas ligadas ao SindiLojas. O Sindicato vai notificar as empresas. Quem forçar a barra, fizer banco de horas ilegal e deixar de pagar as devidas horas-extras, vai ter que acertar suas contas com a Justiça. Se acontecer na sua loja, denuncie que a gente vai em cima.

SindiGêneros e Fecomércio – A Assembleia rejeitou também a proposta do SindiGêneros, que representa os donos de supermercados, porque eles ainda não garantiram o aumento do piso de experiência para R$ 980,00, como exigem os comerciários. Quanto à Fecomércio, que representa outros segmentos do comércio varejista, as propostas ainda não foram formalizadas pela entidade, impedindo que a Assembleia pudesse decidir.

Nova Assembleia dia 13 – São as comerciárias e comerciários unidos que vão fazer o patrão abrir a mão sem pegadinha. Participe da próxima Assembleia na quarta-feira (13), às 19h, na sede do Sindicato (R. André Cavalcanti, 33 – Lapa). Venha e traga os colegas da firma.

Patrão só abre a mão na base da pressão!

Arte: Chris Boari/ Comerciários
Arte: Chris Boari/ Comerciários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

9 + dezessete =