SECRJ lança campanha de sindicalização

postado em: Notícias, SECRJ | 0

O SECRJ lançou nesta segunda-feira (13) sua Campanha Permanente de Sindicalização. Com o slogan “Há vagas para uma vida melhor!” a campanha mostra a importância e as vantagens de se associar ao Sindicato, por meio de vários canais. Fazem parte uma websérie, uma fotonovela, um blog, um filmete para TVBus e uma série de materiais impressos.

As peças digitais serão disponibilizadas no canal de Youtube e na fanpage do Sindicato no Facebook, que já conta com mais de 13 mil curtidas e está entre as páginas mais acessadas dentre todas as entidades sindicais brasileiras nas redes sociais. E dentre as peças gráficas, destaque para a cartilha “É seu Direito”, que explica de forma simples as principais dúvidas dos comerciários sobre direitos trabalhistas.

“A Campanha de Sindicalização é uma medida fundamental para tornar a entidade mais representativa. Representa um passo importante para a definitiva devolução da entidade à categoria, o que deverá acontecer por meio de eleições livres nos próximos meses”, comentou o interventor nomeado, Dr. José Carlos Nunes dos Santos.

Contexto – Nos últimos 40 anos, o Sindicato dos Comerciários do Rio esteve sob o controle de um único grupo dirigente, hoje acusado de diversos desvios na administração da entidade. Acionado por meio de denúncias, o Ministério Público do Trabalho começou a investigar em 2006 a diretoria presidida por Otton Mata Roma. Com o respaldo destas investigações, em 15 de outubro do ano passado o juiz Marcelo Antônio de Oliveira Alves de Moura, titular da 19ª Vara do Trabalho, acatou o pedido de liminar feito pelo MPT e determinou a intervenção no Sindicato.

A antiga diretoria foi destituída por suspeitas de corrupção e pela falta de legitimidade para estar à frente da entidade – nenhum de seus membros era de fato comerciário, como manda a lei. Os ex-diretores tiveram seus bens bloqueados e não poderão se candidatar nas próximas eleições do SECRJ. O réu Otton Mata Roma “herdou” o Sindicato do pai, Luisant Mata Roma, que presidiu a entidade de forma ininterrupta desde a década de 1960 até 2006.

4

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

11 − 11 =