Rio lança plano para ser capital do comércio justo

postado em: Comércio, Notícias | 0

O Rio de Janeiro entra na disputa para ser a primeira capital da América Latina a ter a chancela internacional de “Cidade do Comércio Justo e Solidário”. A Prefeitura do Rio, por meio da Secretaria de Desenvolvimento Econômico Solidário, criou um comitê coordenador da campanha que vai organizar e colocar em prática o plano que buscará o reconhecimento mundial até novembro deste ano. Nesta quarta-feira (25/03), o Comitê Coordenador e o Plano de Certificação da Cidade serão apresentados durante evento no Museu de Arte do Rio, a partir das 10h.

O objetivo da certificação é envolver toda a cidade na promoção do consumo de produtos saudáveis e sustentáveis. Para receber a chancela, a prefeitura terá que cumprir cinco objetivos. Um deles é garantir que produtos certificados e sustentáveis possam ser facilmente encontrados no comércio da cidade. A meta é que o Rio ultrapasse a marca de 120 pontos de venda e consumo de produtos certificados como comércio justo.
Além das cinco metas, o Rio já vem implementando políticas públicas como os Circuitos Cariocas de Economia Solidária e o de Feiras Orgânicas. Todos eles estimulam a produção local sustentável de alimentos de pequenos produtores e o desenvolvimento integrado com as comunidades pacificadas na economia solidária.

Até maio, a Prefeitura do Rio lançará a campanha de candidatura. O objetivo é que a cidade seja reconhecida pela Fair Trade Labelling Organization, em novembro. Durante a campanha, a prefeitura vai fazer parcerias com empresas para que estas consumam e disponibilizem para seus funcionários produtos totalmente sustentáveis.

A Secretaria de Desenvolvimento Econômico Solidário vai aproveitar a realização dos Jogos Olímpicos na cidade do Rio para oferecer ainda mais produtos orgânicos e sustentáveis para os atletas, visitantes e toda a população carioca. O objetivo é aumentar quantidade de produtos e facilitar o acesso a eles, além de gerar trabalho e renda para a agricultura familiar e preservar o meio ambiente por meio do estímulo à produção orgânica e sustentável.

Atualmente, existem mais de 2.000 cidades certificadas em 25 países, sendo a maioria na Europa. No Brasil, a cidade de Poços de Caldas é a primeira e única certificada desde 2012. A chancela internacional começou a ser realizada em 2002 na Inglaterra e já reconheceu importantes capitais mundiais, como Londres, Amsterdã, Roma, Oslo e Madri.

A ideia da candidatura do Rio surgiu em 2013, quando a cidade recebeu a Semana Mundial do Comércio Justo. Na época, o Brasil foi escolhido por ser o único país a ter o Sistema Nacional de Comércio Justo e políticas públicas no tema.

Fonte: Prefeitura da Cidade do Rio de Janeiro
Imagem: Agência Brasil

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

9 + 14 =