Comerciário é reintegrado após demissão indevida

postado em: Direitos, Notícias | 0

O repositor de mercadorias Dirceu Marinho foi reintegrado ao quadro de funcionários de um famoso supermercado na Zona Norte da cidade, na última segunda-feira (19), por decisão do juiz Americo Cesar Correa, titular da 44ª Vara da Justiça do Trabalho no Rio de Janeiro.

Em novembro passado o comerciário sofreu um acidente de trabalho e, logo após o período de recuperação garantido por atestado médico, foi demitido indevidamente pela gerência do estabelecimento. Marinho recorreu ao SECRJ, que após analisar o caso acionou a Justiça do Trabalho.

“Eu fazia a reposição de mercadorias em um domingo, quando escorreguei, cai e machuquei o rosto e os ombros. Imediatamente, comuniquei ao encarregado e ao gerente, que não fizeram a Comunicação de Acidente de Trabalho (CAT). Fui demitido sem justificativa, arbitrariamente. Fiz a comunicação ao Ministério Público do Trabalho e me dirigi ao Sindicato para me orientar”, explicou Marinho logo após a reintegração ao emprego, acompanhado por um oficial de justiça e pelo advogado Dr. Alexander Dantas, membro do Departamento Jurídico do SECRJ.

Para Dantas, a reintegração com um ano de estabilidade no emprego é uma vitória. No entanto, para o advogado, ainda existem outros direitos a ser garantidos, como o pagamento dos salários que Marinho deixou de receber no período da indevida demissão, férias, danos morais, etc. “Vou continuar acompanhando o caso. Haverá outra audiência, marcada para abril, quando o juiz decidirá sobre os outros direitos que reivindico no processo. O Dirceu é esclarecido, buscou o SECRJ e confiou no corpo jurídico. Tinha a documentação completa, somada aos laudos médicos, além de fazer todos os procedimentos corretamente”, comentou o advogado.

A reintegração do comerciário Dirceu Marinho é mais um exemplo de que o SECRJ voltou a defender com firmeza os direitos da categoria. Conheça e garanta seus direitos. Há vagas para uma vida melhor.

Sindicalize-se já!

Na imagem: Dirceu Marinho (à esquerda) e o Dr. Alexander Dantas, membro do departamento jurídico do SECRJ
Foto: Laura Antunes/ Agência Papa Goiaba

32

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

dezesseis − 8 =