Sindicato dos Comerciários do Rio de Janeiro

Menu Menu

Sindicato dos Empregados no Comércio do Rio de Janeiro

Sindicato dos Empregados no Comércio do Rio de Janeiro

Sindicato dos Comerciários do Rio de Janeiro

Notícias

Sindicato presta contas ao trabalhador

O presidente licenciado Márcio Ayer (centro) e os diretores que compõe o Conselho Fiscal. Imagem: Wellington Santos/ Comerciários

Por unanimidade, os comerciários associados do Sindicato Comerciários do Rio aprovaram a prestação de contas da entidade do exercício de 2017, em Assembleia Ordinária realizada no último dia 30/05 na sua sede. O relatório apresentado pelo Conselho Fiscal foi debatido com os trabalhadores que se mostraram satisfeitos em poder discutir como são utilizados os recursos do Sindicato.

Essa foi a última assembleia presidida pelo presidente Márcio Ayer que se licenciou para cumprir as normas da lei eleitoral. Em sua fala Márcio destacou a responsabilidade da diretoria com os recursos da entidade. “Investimos na luta por melhores salários, direitos e mais respeito, e também na dura batalha para barrar as reformas trabalhistas e da previdência. O ano de 2017 foi inteiro de lutas, por isso é gratificante ver um relatório de prestação de contas com os recursos dos trabalhadores sendo investidos na defesa dos seus interesses. Essa é mais uma prova de que os anos obscuros dos Mata Roma definitivamente acabaram”, disse o presidente, que durante sua licença será substituído pela vice Alexsandra Nogueira.

Segundo o comerciário aposentado Aderval Souza, que esteve pela primeira vez numa assembleia da categoria, foi um momento importante para todos os comerciários. “Pra mim é um momento histórico. Tenho 46 anos na categoria, desde 1962, nunca tive a oportunidade de estar junto do Sindicato, nunca entrei neste salão e muito menos vi uma prestação de contas. Aqui aprendi como é a luta do Sindicato e de como a diretoria utiliza esses recursos. Vocês estão de parabéns,” disse o aposentado, emocionando todos os presentes.

O relatório do Conselho Fiscal foi apresentado por seu presidente, Paulo Henrique da Silva, em conjunto com os outros membros Darlana Santiago, Marcelo Mainieri, Adriana Teixeira, Jorge de Paula e Márcio Souza. Para Paulo Henrique, o principal desafio da categoria agora é garantir uma ampla sindicalização dos comerciários, na medida em que a reforma reduziu muito a arrecadação do Sindicato, o que dificulta a manutenção de serviços para os comerciários. “É preciso que os comerciários se associem, contribuam e sejam parceiros do Sindicato para que possamos continuar lutando por direitos”, destacou o diretor.

Como funciona a prestação de contas – A contabilidade do Sindicato mostra quais foram os recursos que entraram e o que foi gasto. A partir desse relatório, o Conselho Fiscal analisa a relação dos recursos com as atividades promovidas pela diretoria, como a Campanha Salarial, as ações de fiscalização e os serviços prestados aos sócios, tais como assistência médica/ odontológica, assessoria jurídica e a Fazenda dos Comerciários. Depois o Conselho verifica se as contas estão corretas e idôneas. A partir dessa avaliação a Comissão elabora um relatório no qual faz recomendações e emite um parecer de aprovação ou reprovação das contas da entidade. No caso das contas do Sindicato do ano de 2017, o conselho destacou a redução drástica da arrecadação, que deve ser revertida com amplas campanhas de sindicalização, e deu o parecer favorável à aprovação das contas do Sindicato.