Sindicato dos Comerciários do Rio de Janeiro

Menu Menu

Sindicato dos Empregados no Comércio do Rio de Janeiro

Sindicato dos Empregados no Comércio do Rio de Janeiro

Sindicato dos Comerciários do Rio de Janeiro

Notícias

Sindicato participa de Fórum de Mulheres Negras em Salvador

foto_dara

O Sindicato dos Comerciários do Rio esteve presente, de 23 a 25 de julho, no Fórum de Mulheres Negras, realizado em Salvador (BA). O encontro contou com a presença de representantes de seis estados, dentre lideranças e militâncias dos movimentos negros, e teve como objetivos decidir as diretrizes do 4º Congresso Nacional de Mulheres Negras, além de compartilhar vivências sobre o feminismo negro e as questões raciais atuais. Através do Coletivo Margaridas, representado pela diretora Fabiana Souza, o Sindicato pôde apontar questões que atingem diretamente às mulheres negras comerciárias e as dificuldades de enfrentamento do racismo e sexismo nos ambientes de trabalho. Além disso, a diretora esteve em um processo de imersão, entre os dias 21 e 22, com Shirley Behrends, diretora de formação da Unegro estadual no Rio, e Maria do Socorro, coordenadora do núcleo da Unegro em Mangaratiba. O objetivo foi traçar diretrizes para o Núcleo de Bangu, na Zona Oeste do Rio, que será coordenado por Fabiana.

No evento, ficou definido o calendário do Congresso do próximo ano; a comissão que irá organizar o Fórum; a divisão de grupos de trabalhos e temáticas e também os projetos que serão desenvolvidos pelos representantes do evento. As mesas Gênero, Raça e Saúde, realizada no dia 23, e Feminismo Negro, no dia 24, deram o embasamento necessário à formação de grupos de trabalho. A ideia foi promover diálogos sobre saúde, organização, trabalho e mulheres negras na política.

A Diretora Fabiana, que se inseriu no grupo de política, teve a oportunidade de contribuir com três questões que foram aprovadas e discutidas no ano que vem. A primeira é a violência contra a mulher negra, que tem índices altíssimos no Brasil. A segunda é a formação de jovens negros e donas de casa para formação política. A terceira foi a questão racial dentro dos sindicatos, na qual se poderá entender, através de pesquisas de base, quantas mulheres negras estão dentro do comércio, suas condições de trabalho e posições que ocupam.

“Esses pontos que sugeri surgiram da minha vivência enquanto mulher negra e minha atual posição de diretora dentro de um sindicato. Quantas mulheres negras trabalham no comércio, por exemplo? Elas ocupam cargos de confiança e de chefia ou continuam recebendo salários baixos? Sabemos que a realidade de nós, mulheres negras, ainda está longe de ser o que merecemos. Esse encontro foi importante para que a gente perceba que representatividade importa, sim. Não queremos que ninguém fale por nós. A vivência, por vezes sofrida, é nossa. Então, vai ter mulher preta falando sobre política, sim. Vai ter mulher preta criando formas de inserção de outras iguais no mercado de trabalho, sim. Vamos olhar para quem está perto, realizar mudanças e promover melhores ambientes trabalho para nossas iguais”, enfatiza Fabiana.

O encontro foi finalizado no Dia Internacional da Mulher Negra Latino Americana e Caribenha, 25 de julho, que muito mais do que uma data comemorativa, pretende fortalecer mulheres negras do mundo inteiro. O objetivo é seguir na construção de estratégias para o enfrentamento do racismo, da discriminação, do preconceito e outras desigualdades raciais e sociais que ainda atingem, diretamente, essa parcela da sociedade. O Sindicato dos Comerciários do Rio não só apoia a causa, como mantém como princípio a discussão desses pontos através de quem entende e tem propriedade sobre o tema.