Sindicato dos Comerciários do Rio de Janeiro

Menu Menu

Sindicato dos Empregados no Comércio do Rio de Janeiro

Sindicato dos Empregados no Comércio do Rio de Janeiro

Sindicato dos Comerciários do Rio de Janeiro

Notícias

Sindicato impede descarga feita por vendedores da Tele-Rio

foto

O sindicato impediu na noite desta quinta-feira (15), o descarregamento de dois caminhões lotados de mercadorias na loja de eletrodomésticos Tele-Rio, na Rua da Uruguaiana, Centro do Rio. A equipe de fiscalização do Sindicato dos Comerciários surpreendeu e interrompeu o descarregamento, que era feito pela equipe de vendedores da loja, o que caracteriza acúmulo de função.

A ação de fiscalização foi liderada pelo presidente do Sindicato Márcio Ayer, pela diretora Ana Paula Costa e o diretor Edson Machado que impediram o procedimento, lacraram os caminhões, ordenaram que os vendedores fossem liberados para ir para suas casas e notificaram a Tele-Rio. A ação aconteceu por volta das 21h e os vendedores estavam na loja desde às 8h.

Na chegada da equipe à loja, um dos trabalhadores cantou: “Acabou o caô, o sindicato chegou!”, parafraseando o funk cantado pelas torcidas nos estádios. A ação está repercutindo nas redes sociais e os trabalhadores estão vibrando com a ação, deixando mensagens e elogios ao Sindicato. Além disso, os comerciários também estão denunciando que o problema ocorre em outras lojas.

Trabalhadores aliviados – Um dos vendedores da Loja Tele-Rio estava nitidamente agradecido pela ação. “Desde o processo de eleição eu tinha esperança de que o Sindicato iria começar a ajudar os trabalhadores. Ter acabado com esse absurdo que acontece aqui na loja me faz ter orgulho de ter acreditado e apoiado essa diretora. O Sindicato está de parabéns, os comerciários precisam dessa força!”, comentou.

O presidente Márcio Ayer destacou que a loja cometeu irregularidades, como acúmulo de função e a falta de registro do ponto das horas extras. “Isso é um absurdo, os trabalhadores não poderiam estar aqui para fazer esse tipo de serviço e muito menos sem o registro das horas extras. O que aconteceria se um trabalhador desses sofresse um acidente de trabalho? O Sindicato está de olho e vamos lutar para que esse tipo de absurdo não aconteça mais”, disse o dirigente.

A diretora Ana Paula Costa explicou que a ação de fiscalização só foi possível porque os trabalhadores fizeram a denúncia anônima, possibilitando assim, identificar o local onde estava sendo cometida a injustiça com o trabalhador. “Estamos ampliando cada vez mais nossa fiscalização, atuando junto ao Ministério Público e a Delegacia do Trabalho para que o direito dos trabalhadores sejam respeitados”, destacou a diretora, que convoca os comerciários a denunciarem esses abusos para que o Sindicato tome providências cabíveis.

Funcionária da Tele-Rio, a diretora Sônia da Silva afirmou que a ação resgatou a dignidade dos funcionários da empresa. “Ficaram todos muito satisfeitos com o Sindicato. Vamos continuar com essas ações, mobilizando os trabalhadores para defender seus direitos”, disse.