Sindicato dos Comerciários do Rio de Janeiro

Menu Menu

Sindicato dos Empregados no Comércio do Rio de Janeiro

Sindicato dos Empregados no Comércio do Rio de Janeiro

Sindicato dos Comerciários do Rio de Janeiro

Notícias

Vitória do Sindicato! Guanabara agora tem que aceitar atestados médicos

Foi na luta! O Sindicato dos Comerciários fez de tudo e conseguiu acabar com o absurdo que o Guanabara estava fazendo com os atestados dos seus funcionários. A justiça decidiu que o supermercado não pode exigir o comparecimento na empresa de comerciários que tenham atestados médicos orientado o afastamento do serviço. Se o empregado ou empregada tem atestado, é pra ficar em casa. Agora é na marra, se não cumprir, vai levar multa por cada descumprimento! 

“Demos um basta neste absurdo que o Guanabara vinha cometendo. Buscamos o diálogo, mas a empresa não atendeu, fomos pra justiça e agora eles vão ter que aceitar o atestado. Desde que recebemos a denúncia atuamos para reverter essa situação. Uma importante vitória do nosso Sindicato em prol dos trabalhadores do Guanabara”, afirma Márcio Ayer, presidente do Sindicato dos Comerciários do Rio.

Para a justiça, diante da situação de pandemia que tomou conta do Rio de Janeiro, não se pode exigir que o trabalhador, com o atestado médico, ainda tenha que ir na empresa. A justiça considerou inaceitável a determinação do Guanabara de expor um trabalhador possivelmente infectado a entrar em contato com outras pessoas, seja no local de trabalho, no transporte ou nos containers instalados pela empresa, onde esses trabalhadores tinham que submeter a uma nova avaliação.   

Guanabara rejeita acordo com o MPT e justiça considera caso grave

O Ministério Público do Trabalho (MPT) chegou a propor que os atestados dos comerciários com suspeita de coronavírus fossem levados por outra pessoa, com o objetivo de evitar que o funcionário contaminado tivesse que ir à empresa. Mas nem isso o Guanabara aceitou, o que foi considerado grave pela justiça.

O juiz do trabalho Eduardo Mussi Dietrich Filho, na sua decisão, também entendeu como grave a situação de um comerciário que mesmo com gripe e atestado de afastamento por 14 dias fosse obrigado a comparecer na empresa no mesmo dia em que foi à unidade de saúde e ainda voltasse ao trabalho na semana seguinte, não sendo respeitado os 14 dias como determinava o atestado. 

Tem denúncias sobre Covid-19?

O Sindicato tem um canal exclusivo para tratar do Covid-19. Por ele, os trabalhadores podem enviar informações, tirar dúvidas e fazer denúncias sobre a situação no local de trabalho durante a quarentena. 

Você pode enviar denúncias por WhatsApp (21) 96465-5930 ou pelo e-mail covid19@secrj.org.br, com o anonimato garantido. 

Através desses contatos os comerciários podem informar sobre óbitos, trabalhadores doentes e com sintomas. O Sindicato também recebe denúncias de descumprimento das normas de segurança, como aglomeração, falta do uso de máscaras e materiais de higiene, a distância entre as pessoas e assédio.