Sindicato dos Comerciários do Rio de Janeiro

Menu Menu

Sindicato dos Empregados no Comércio do Rio de Janeiro

Sindicato dos Empregados no Comércio do Rio de Janeiro

Sindicato dos Comerciários do Rio de Janeiro

Notícias

Sindicato garante PLR aos funcionários da Via Varejo

Comerciários em manifestação em frente a loja das Casas Bahia em Madureira. Foto: Wellington Santos/ Comerciários.

Teve funcionário da Via Varejo (Ponto Frio e Casas Bahia) que se assustou quando recebeu o último contracheque. Só que dessa vez, ainda bem, o susto foi de alegria. É que enfim caiu na conta do trabalhador da empresa sua cota da Participação sobre Lucros Lucros e Resultados (PLR) de 2016, benefício pago graças a Acordo Coletivo de Trabalho (ACT) assinado pelo Sindicato com a empresa.

Receberam o benefício integral ou parcial, conforme metas e outros fatores, funcionários das 76 filiais da Via Varejo no município do Rio, desde que tenham trabalhado na empresa entre 1º de janeiro e 31 de dezembro do ano passado. Os funcionários demitidos ou admitidos durante o ano de 2016 receberam proporcionalmente 1/12 por mês trabalhado, considerando a fração igual ou superior a 15 dias como mês integral. Ficaram de fora apenas os demitidos por justa causa, os estagiários e os trabalhadores com contrato temporário ou terceirizados.

“O pessoal sabia que ia receber a PLR, mas achava que seria uma mixaria. Claro que as contas foram diferentes conforme as funções, metas, número de faltas e outras questões, mas para a maioria foi pago um valor bastante significativo. Bola dentro do Sindicato”, comemorou o diretor sindical Renato Bernardino, que é também vendedor das Casas Bahia no Norteshopping.

Montadores Outros diretores do Sindicato que trabalham na Via Varejo, como Vinícius de Moraes (Casas Bahia de Madureira) e Douglas de Freitas (Ponto Frio da Uruguaiana), atestaram que as equipes de suas lojas ficaram satisfeitas com o valor da PLR. A decepção ficou por conta dos montadores de móveis. “O pessoal da montagem não recebeu na mesma proporção. Não sabemos o porquê. Temos reunião marcada com a empresa nos próximos dias para entender os motivos dessas discriminação e, se for o caso, cobrar o pagamento da diferença aos montadores”, reclamou a diretora sindical Daniele Moretti, que é vendedora nas Casas Bahia de Bangu.  

“O pagamento de PLR é um reconhecimento justo e indispensável do esforço individual dos trabalhadores e das equipes de cada loja para o resultado total da empresa. No nosso modo de ver, deveria ser uma obrigação da empresa repartir com o seus funcionários os lucros. É um belo exemplo para todas as demais empresas do segmento, que vamos buscar reproduzir nas próximas convenções e acordos coletivos”, comentou o presidente do Sindicato, Márcio Ayer. Ele acrescentou: “É pra isso que existe o Sindicato, para correr atrás dos direitos e interesses dos trabalhadores”.

Denuncie problemas Se você trabalha na Via Varejo e ficou com qualquer dúvida em relação ao pagamento de sua PLR, procure nosso Departamento Jurídico para esclarecimentos. O atendimento é presencial e gratuito, aqui na sede do Sindicato (R. André Cavalcanti, 33 – Lapa), de segunda a sexta-feira, das 9h às 16h30. Mais informações pelos telefones (21) 3266-4168 ou 3266-4155. Também há atendimento na subsede de Campo Grande (segundas e sextas-feiras, das 9h às 16h) e do BarraShopping (às quintas-feiras das 9h às 17h).