Sindicato dos Comerciários do Rio de Janeiro

Menu Menu

Sindicato dos Empregados no Comércio do Rio de Janeiro

Sindicato dos Empregados no Comércio do Rio de Janeiro

Sindicato dos Comerciários do Rio de Janeiro

Notícias

Fecomércio recebe reivindicações dos comerciários

O diretor-secretário da Fecomércio-RJ, Natan Schiper, recebe a pauta de reivindicações dos comerciários das mãos do presidente do Sindicato, Márcio Ayer. Acompanharam a entrega (a partir da esquerda) os diretores Marcelo Max, Marcelo Black, José Cláudio Oliveira e Ana Paula Costa. Imagem: Wellington Santos/ Comerciários

O diretor-secretário da Fecomércio-RJ, Natan Schiper, recebe a pauta de reivindicações dos comerciários das mãos do presidente do Sindicato, Márcio Ayer. Acompanharam a entrega (a partir da esquerda) os diretores Marcelo Max, Marcelo Black, José Cláudio Oliveira e Ana Paula Costa. Imagem: Wellington Santos/ Comerciários

A Federação do Comércio do Estado do Rio de Janeiro (Fecomércio-RJ) representa a maior parte dos patrões do comércio fluminense. É formada por 59 sindicatos patronais e defende os interesses de 348 mil estabelecimentos que empregam quase dois milhões de pessoas. Para negociar e ser capaz de arrancar conquistas desse gigante, será necessária muito mobilização dos trabalhadores. O primeiro passo nesse sentido foi dado na tarde dessa quarta-feira (9), com a entrega à Fecomércio da pauta de reivindicações construída e aprovada na Assembleia Geral dos Trabalhadores e Trabalhadoras no Comércio.

A pauta foi entregue ao diretor-secretário da Fecomércio, Natan Schiper, pelo presidente do Sindicato dos Comerciários do Rio, Márcio Ayer, que foi à sede da Federação, no bairro do Flamengo, acompanhado dos diretores Ana Paula Costa, Marcelo Max, José Cláudio Oliveira e Marcelo Black.

“A Federação deverá agora reunir seus sócios para avaliar o que estamos pedindo. A partir daí, começa de fato a negociação. Quanto mais comerciários tivermos envolvidos na Campanha, mostrando a força de nossa categoria, maiores serão as nossas chances de conquistar avanços”, avalia o presidente Márcio Ayer.