Sindicato dos Comerciários do Rio de Janeiro

Menu Menu

Sindicato dos Empregados no Comércio do Rio de Janeiro

Sindicato dos Empregados no Comércio do Rio de Janeiro

Sindicato dos Comerciários do Rio de Janeiro

Notícias

Sindicato proíbe Banco de Horas na base do Sindilojas

Reprodução da internet.

Os sindicatos patronais se negam a dar um aumento justo para os comerciários e, por isso, vão começar a levar o troco. As empresas da base do SindiLojas (lojas de shoppings e comércio de rua) estão proibidas de praticar o Banco de Horas a partir deste domingo (25/6), quando vence a Convenção Coletiva que trata especificamente deste tema. A renovação agora está atrelada à superação do impasse da Campanha Salarial.

Em mesa de conciliação realizada na última quinta-feira (22/6) da Superintendência Regional do Ministério do Trabalho (SRTE), o Sindilojas não apresentou nenhuma melhora em sua contraproposta, que até agora não alcançou as exigência mínimas dos trabalhadores. O Sindicato cobra reajuste de salário acima da inflação, equiparação dos pisos ao mínimo regional definido pela ALERJ (R$ 1.178,40) e avanços nas cláusulas sociais das Convenções. Nova reunião foi agendada para 4/7.

“Não existe a menor possibilidade de renovação do Banco de Horas enquanto o Sindilojas não oferecer um reajuste digno. Nosso piso está defasado se comparado com o de outras cidades. O Estado de greve já foi aprovado em Assembleia e as mobilizações vão se intensificar nas lojas e nas ruas. Se preciso for, o comércio do Rio vai parar”, avisa o presidente do Sindicato, Márcio Ayer.