Sindicato dos Comerciários do Rio de Janeiro

Menu Menu

Sindicato dos Empregados no Comércio do Rio de Janeiro

Sindicato dos Empregados no Comércio do Rio de Janeiro

Sindicato dos Comerciários do Rio de Janeiro

Notícias

Primeira vitória dos trabalhadores da Hermes

Ex-funcionários da Hermes lotaram núcleo do Sindicato em Campo Grande. Imagem: Wellington Santos/ Comerciários

Ex-funcionários da Hermes lotaram núcleo do Sindicato em Campo Grande. Imagem: Wellington Santos/ Comerciários

Depois de muita batalha, os ex-funcionários  da Hermes vão conseguir retirar o FGTS e dar entrada no Seguro Desemprego, sem abrir mão de nenhum direito. Numa assembleia histórica realizada na manhã da última sexta-feira (10), mais de 300 ex-funcionários da empresa lotaram o pátio do Núcleo do Sindicato em Campo Grande para definir os caminhos jurídicos que vão tomar para garantir seus direitos. “A luta continua, ainda precisamos manter a mobilização para garantir o recebimento das verbas rescisórias, não vamos abrir mão de nem um único centavo devido para o trabalhador,” disse o diretor Paulo Henrique, destacado pela direção do Sindicato para acompanhar a luta dos trabalhadores da Hermes.

Segundo o diretor jurídico do Sindicato, Edson Machado, a atividade foi um marco na luta dos trabalhadores que foram demitidos por empresas em processo de falência. “Durante a era Mata Roma, os trabalhadores não tinham nenhum suporte e acabavam perdendo os seus direitos. Agora foi diferente. Fomos à luta! Colocamos nosso corpo jurídico à disposição para atuar na defesa dos interesses dos demitidos da Hermes. Vamos fazer o que for possível para garantir que todos recebam o que têm direito,” garante o diretor.

Homologações começam agora  O Departamento Jurídico do Sindicato montou um esquema especial para atender até cem homologações por dia, que vai permitir o processo de homologação dos 300 presentes na assembleia até a próxima quart (15). “Uma equipe exclusiva vai cuidar para garantir que nenhum direito seja perdido,” afirma Edson, que lembra que aqueles que foram demitidos e que não estiveram na assembleia também terão suas rescisões homologadas pelo Sindicato. “Ninguém vai ficar sem homologação feita da forma correta, para garantir os direitos,” explica Edson.

A vice-presidenta do Sindicato, Alexsandra Nogueira, destacou que os trabalhadores precisam manter a mobilização para garantir o pagamento das verbas rescisórias. “Temos que estar juntos, atentos às informações que o Jurídico do Sindicato vai repassar sobre o processo de falência da empresa. Temos que pressionar e garantir que o direitos de vocês sejam respeitados,” reforça a vice-presidenta.