Sindicato dos Comerciários do Rio de Janeiro

Menu Menu

Sindicato dos Empregados no Comércio do Rio de Janeiro

Sindicato dos Empregados no Comércio do Rio de Janeiro

Sindicato dos Comerciários do Rio de Janeiro

Notícias

Pode conferir! Novo acordo fechado para os comerciários

Mais um segmento dos comerciários teve seu reajuste garantido. O presidente do Sindicato, Mário Ayer, assinou o acordo coletivo dos trabalhadores do comércio varejista de móveis. O aumento será de 5,07% no salário. “Vamos assim garantindo o reajuste de todos os comerciários da nossa base. Um índice que está entre os maiores do Rio, comparado a outras categorias, e que veio com muita luta”, ressalta Márcio.

O acordo assinado valoriza ainda o piso salarial, o lanche de sábado, domingo e feriado e a quebra de caixa com aumentos acima da inflação. Também está no acordo, o abono de falta em caso de calamidade pública.

O acordo fechado já garante o pagamento do reajuste e do retroativo no salário de setembro, que será pago em outubro. Caso a empresa tenha fechado a folha, deverá fazer o pagamento do reajuste e do retroativo no salário de outubro pago em novembro.

“É importante que os trabalhadores conheçam a convenção e saibam todos os direitos que garantimos nela. Só assim os comerciários poderão fiscalizar e ter certeza que os patrões estão cumprindo o acordo assinado”, destaca Márcio Ayer.

Resumo das principais conquistas dos comerciários do comércio varejista de móveis:

Reajuste – 5,07% (Referente ao mês de setembro que é pago em outubro)

Reajuste retroativo de maio até agosto – 3,5% (Também será pago em outubro)

Reajuste do piso salarial 5,15% –  R$ 1.246

Reajuste do comissionista de 5,15%R$ 1.370

Benefícios reajustados com ganho acima da inflação: 

Lanche de sábado – R$ 23,50 (reajuste de 6,8%)

Lanche aos domingos e feriados – R$ 23,50 (reajuste de 6,8%)

Quebra de caixa – R$ 57 (reajuste de 5,5%)

Acordo valendo

Ao contrário do que algumas empresas podem estar informando, o acordo assinado já está valendo. Hoje em dia, não é mais necessário registrar o acordo na Superintendência Regional do Trabalho para ele começar a valer. Atualmente, o registro acontece apenas para acompanhamento das entidades que fazem avaliações de acordos de várias categorias.

Sua empresa vacilou? Faça uma denúncia e nos ajude a fiscalizar. Não é preciso se identificar, basta acessar secrj.org.br/denuncias, relatar o problema e informar o nome, endereço e CNPJ da empresa.