Sindicato dos Comerciários do Rio de Janeiro

Menu Menu

Sindicato dos Empregados no Comércio do Rio de Janeiro

Sindicato dos Empregados no Comércio do Rio de Janeiro

Sindicato dos Comerciários do Rio de Janeiro

Notícias

Tem novidade nos seus direitos para o feriado

Nesta segunda, dia 2 de novembro, é feriado. Quem vai trabalhar precisa ficar de olho nos seus direitos. Para os trabalhadores de shoppings e lojas de rua tem novidade garantida pela Convenção Coletiva deste ano.

feriado

“É a Convenção Coletiva assinada que garante nossos direitos. Por isso ela é tão importante! É com muita negociação e pressão em cima dos patrões que a gente consegue ampliar nossos direitos e buscar o reajuste salarial. A participação de cada comerciário ou comerciária é fundamental, principalmente em um momento que o governo lança medidas provisórias para cortar benefícios conquistados com muita luta”, avalia Márcio Ayer, presidente do Sindicato dos Comerciários.

Shoppings e lojas de rua

Já está valendo a mudança no pagamento de feriado para quem é do segmento de shoppings e lojas de rua (Simerj, Óptico, Móveis, Fecomércio e Sindilojas). Pela Convenção Coletiva, quem trabalhar no feriado não terá mais o desconto do INSS, com isso o valor pago neste dia será completo e virá no contracheque como abono. Apesar do retorno do comércio, as vendas continuam fracas em muitas lojas, por isso esse valor completo é importante, pois é mais dinheiro no bolso dos trabalhadores.

Lojas de rua ou de shoppings (varejistas):

-Abono de 100% sobre as horas trabalhadas, sem desconto
-Jornada máxima de 6h; 
-Fornecimento de lanche, jantar ou vale refeição de R$ 23,50; 
-Auxílio para pagar o transporte casa-trabalho-casa; 
-Folga em até 60 dias após o feriado.

Supermercados e hortifrutis

Quem é funcionário de supermercado ou hortifruti também tem seus direitos garantidos através da nossa Convenção Coletiva:

-Jornada máxima de 8h; 
-Passagem casa-trabalho-casa; 
Folga extra em até 60 dias após o feriado, mas se passar disso, tem que pagar 100% das horas trabalhadas;
-Refeição;
R$ 37,68 a mais pelo dia trabalhado em dinheiro ou vale-compras, pagos preferencialmente no dia ou no mês seguinte no contracheque.

Denuncie – O Sindicato estará nas ruas fiscalizando as lojas para verificar se todos os direitos estão sendo cumpridos, como determina a Convenção Coletiva. Se o patrão vacilar, a melhor forma de defender os seus direitos é fazendo uma denuncia anônima diretamente pelo nosso site secrj.org.br/denuncias. Caso prefira, envie um email para denuncia@secrj.org.br ou mande mensagem para (21) 96424-3770.