Sindicato dos Comerciários do Rio de Janeiro

Menu Menu

Sindicato dos Empregados no Comércio do Rio de Janeiro

Sindicato dos Empregados no Comércio do Rio de Janeiro

Sindicato dos Comerciários do Rio de Janeiro

Notícias

Novas convenções coletivas assinadas

O Sindicato assinou mais três convenções coletivas de trabalho. Em todas, foram garantidas o reajuste da inflação e a manutenção das demais conquistas já contidas nos acordos.

convenções

“A gente sabe da importância de ter um acordo assinado, que garanta todos os direitos dos trabalhadores. Apesar de todas as dificuldades por conta da pandemia, o Sindicato se empenhou e conquistou um reajuste que contempla a inflação do período. Também conseguimos a manutenção dos demais direitos coletivos, quando vemos tantos ataques contra os trabalhadores, ter essa garantia em convenção se torna ainda mais importante”, avalia Márcio Ayer, presidente do Sindicato dos Comerciários.

Sempre é bom lembrar que a Reforma Trabalhista de 2017, que trouxe inúmeras perdas para os trabalhadores, também mexeu com o poder de negociação dos trabalhadores com o fim da ultra-atividade. Com isso, ao chegar ao fim a convenção coletiva, ela perde a validade. Após esse prazo todos os benefícios conquistados ficam suspensos. Por isso, é muito importante que o Sindicato consiga a cada ano assinar a convenção coletiva, pois é ela que garante a manutenção de todos os direitos conquistados.

Neste sentido, o Sindicato buscou, através da negociação, assinar esses acordos com o sindicato patronal atacadista de material de construção, o de varejista de máquinas, ferragens e tintas do Rio e o de serviços funerários.

Veja abaixo as conquistas de cada Convenção Coletiva, que podem ser acessadas na íntegra no site do Sindicato:

Sindicato do Comércio Atacadista de Material de Construção

– Reajuste salarial de 2,94% (data base em setembro);

– Lanche aos sábados de R$ 24,20;

– Ajuda de custo mensal de R$ 35 para os comissionistas puros e mistos;

– Quebra da caixa de R$ 49,00

– Comércio fechado no Dia do Comerciário (terceira segunda-feira do mês de outubro), 25 de dezembro e 1º de janeiro.

Para os dois segmentos abaixo, além do reajuste da inflação, serão concedidos abonos:

Sindicato dos Comércio Varejista de Máquinas, Ferragens e Tintas do Município do Rio

– Reajuste de R$ 2,46% (data base em maio)

– Lanche aos sábados de R$ 24

– Ajuda de custo mensal de R$ 31 para os comissionistas puros e mistos;

– Quebra de caixa R$ 58;

– A empresa também pagará um abono de R$ 150,00, parcelados em duas vezes, sendo R$ 75,00 em novembro e R$ 75 em dezembro.

Sindicatos dos Estabelecimentos de Serviços Funerários

– Reajuste de R$ 2,46% (data base em maio)

-A empresa também pagará um abono na folha do mês de novembro de R$ 250,00 para quem ganha até R$ 2.000,00. Para quem recebe até R$ 4.000,00, o abono será de R$ 450,00 e acima o valor será R$ 600.

Demais segmentos

Em outros segmentos, como o de trabalhadores em shoppings e outras lojas, a Convenção Coletiva ainda não foi fechada. Esse tem sido um ano bem difícil, com pandemia e desemprego crescente. Mesmo com a volta do comércio, as vendas continuam fracas, apontando para um fim de ano ainda mais difícil, em comparação ao mesmo período do ano passado. O Sindicato continua negociando com as entidades patronais, na luta para manter todos os benefícios e os empregos dos comerciários.