Sindicato dos Comerciários do Rio de Janeiro

Menu Menu

Sindicato dos Empregados no Comércio do Rio de Janeiro

Sindicato dos Empregados no Comércio do Rio de Janeiro

Sindicato dos Comerciários do Rio de Janeiro

Notícias

Mundial assina Acordo com conquistas para os comerciários

Da esquerda para a direita o diretor Jorginho de Paula, o comerciário Jefferson Garcia, o presidente Márcio Ayer, a diretora Ana Paula Costa e a comerciária Joice José. A união de forças entre trabalhadores e Sindicato rendeu frutos. Imagem: Rafael Rodrigues/ Comerciários

Foi assinado nesta terça-feira (19/12) o Acordo Coletivo de Trabalho (ACT) que garante aos trabalhadores do Mundial o pagamento do adicional de 100% pelas horas trabalhadas aos domingos. Fruto da mobilização vitoriosa dos trabalhadores, o Acordo garante ainda a regularização da função das operadoras de caixa e maior transparência no sistema de controle de ponto.

Leia aqui a lista completa das reivindicações aceitas pela empresa.

O Acordo foi assinado pelo presidente do Sindicato dos Comerciários do Rio, Márcio Ayer, pelo diretor Jorginho de Paula, que é também funcionário do Mundial, bem como pelo locutor Jefferson Garcia e pela empacotadora Joice José, que representaram todos os colegas participantes do movimento. “O pessoal do Mundial está de parabéns! Percebeu a força da união e também descobriu que sempre poderá contar com o Sindicato nas lutas por melhores salários, mais direitos e mais respeito para trabalhar. A possibilidade de greve que tanto assustou os patrões já é uma referência para os trabalhadores do Carrefour, Guanabara, Extra, Campeão, Superprix, Prezunic e de todos os supermercados do Rio”, comentou o presidente.

Observada pelo presidente Márcio Ayer e pelo colega Jefferson Garcia, a comerciária Joice José assina o Acordo Coletivo de Trabalho do Mundial. Imagem: Rafael Rodrigues/ Comerciários

A união venceu o medo – Para Joice, além dos pontos garantidos pelo Acordo, o movimento vai deixar um legado de consciência entre os trabalhadores. “O pessoal entendeu que precisa botar a cara. Só com participação teremos vitórias. Todo mundo também quer a volta do adicional dos feriados, por isso vamos continuar mobilizados para levantar essa bandeira durante a Campanha Salarial”, comentou. “O medo de perder tira a vontade de ganhar. O comerciário perdeu o medo e entendeu que pode alcançar seus objetivos com garra e determinação”, acrescentou Jorginho de Paula.