Sindicato dos Comerciários do Rio de Janeiro

Menu Menu

Sindicato dos Empregados no Comércio do Rio de Janeiro

Sindicato dos Empregados no Comércio do Rio de Janeiro

Sindicato dos Comerciários do Rio de Janeiro

Notícias

Na pressão Guanabara recuou! Sindicato convoca trabalhadores para a assembleia

Na base da pressão do Sindicato, o Supermercado Guanabara recuou do pacote de maldades para os trabalhadores. Segundo Márcio Ayer, presidente do Sindicato dos Comerciários do Rio de Janeiro, esse pacote de maldades do Guanabara incluía a demissão de mais de 4 mil trabalhadores e a retirada de direitos. 

“Preservamos a maior parte dos empregos! Essa é a principal vitória diante do atual cenário de desemprego em nosso país. Conseguimos ainda garantir a retomada de direitos que a empresa tinha retirado sumariamente. Agora, a categoria vai discutir os pontos do acordo em assembleia para que todos tenham consciência do que foi debatido com a empresa,” destacou o presidente.

Assembleia

Venha debater com o Sindicato a proposta e fique por dentro de seus direitos e de todo o processo de negociação.  A empresa informou que irá abonar a falta por conta da presença na assembleia.

O Sindicato vai debater a proposta com os comerciários do Guanabara em 6 assembleias que vão discutir os pontos acordados na mediação da Superintendência Regional do Trabalho. Participe!

Assembleia dos Trabalhadores do Guanabara
Dias 10 e 11 de março – 10h e 15h
Dia 12 de março – 10h 
Sede do Sindicato dos Comerciários Rua André Cavalcanti, 33 – Lapa
Para participar da assembleia precisa trazer: identidade, carteira de trabalho ou contracheque.

Veja o resultado da luta do Sindicato

Garantia de emprego 
A empresa não vai demitir os 4.000 trabalhadores como noticiado pela empresa. O corte de 1.500 trabalhadores é a média de demissões da empresa no período.

Cesta básica 
No valor de R$ 85,00 em caso de aprovação da proposta negociada com o Sindicato em assembleias que serão realizadas nos próximos dias 10, 11 e 12 de março. Conforme os critérios estabelecidos pela empresa. 

Adicional de Domingos e Feriados
Depois de suspender o pagamento do trabalho no feriado em função do decreto do governo que colocou os supermercados como serviço essencial, o Guanabara recuou.  

Na pressão, o Sindicato garantiu o pagamento do adicional no valor de R$ 55,00 para quem trabalhar aos domingos e R$ 60,00 para o trabalho no feriado. O valor será pago em vale compras que poderão ser utilizados em qualquer loja da rede.

Jornada 12×36
Nesse tópico, que poderia representar a demissão de centenas de trabalhadores, conseguimos vitórias importantes. O Sindicato garantiu que os trabalhadores do Guanabara, que se enquadrarem na jornada 12×36, terão garantia de emprego de 12 meses. 

Além disso, os que estiverem enquadrados na nova jornada de trabalho receberão o vale compras de R$ 60 referente ao trabalho nos feriados. 

Fique ligado 
A jornada 12×36 já faz parte da convenção coletiva do setor de supermercados para que não houvesse demissões em massa. Uma vez que a empresa poderia contratar novos empregados já com a nova jornada de trabalho. 

Diante do impasse o Sindicato garantiu que seja pago o mesmo valor/hora para quem tem o contrato de 220 horas. Ou seja, não há diminuição do valor/hora no salário dos comerciários. Porém, com um número diferente de horas trabalhadas a cada mês, o valor final do salário sofrerá variações. O Sindicato também garantiu que nas 12 horas trabalhadas esteja incluído a hora do almoço. Além disso, neste tipo de jornada não haverá a prática de hora-extra.

Homologações
O Sindicato garantiu que as homologações das rescisões para quem tem mais de 12 meses na empresa sejam feitas no Sindicato. Desta forma, será possível fiscalizar e garantir os direitos dos trabalhadores que forem demitidos e ainda garantir que não ocorram demissões para além das negociações.