Sindicato dos Comerciários do Rio de Janeiro

Menu Menu

Sindicato dos Empregados no Comércio do Rio de Janeiro

Sindicato dos Empregados no Comércio do Rio de Janeiro

Sindicato dos Comerciários do Rio de Janeiro

Notícias

Folic pede mais prazo para apresentar plano de pagamentos

Folic2O advogado André Torreão da Costa, representante legal da grife Folic, compareceu na tarde desta sexta-feira (2) à sede do Sindicato dos Comerciários. A empresa havia se comprometido a apresentar nesta data o plano de pagamento das dívidas acumuladas com as rescisões contratuais de mais de 400 ex-funcionários. Segundo o advogado, no entanto, o plano ainda não ficou pronto devido à desorganização nos processos internos da própria Folic. Neste sentido, solicitou prazo até o dia 20 deste mês para apresentar a proposta completa ao Sindicato e ao Ministério Público do Trabalho.

Segundo o advogado, foram identificadas 426 ações de ex-funcionários. Todas as petições estão sendo conferidas para apurar tudo o que já foi pago e o que ainda é devido. Só então será calculado o total da dívida. “A empresa não está cumprindo o que deve porque quebrou devido a fatores alheios a sua vontade, mas os proprietários não estão se escondendo e querem honrar as dívidas”, afirmou o representante da Folic. Ele estima que a empresa deverá destinar percentual entre 10% e 20% do faturamento mensal para o pagamento das dívidas.

Manifestações – O Sindicato, no entanto, cobrou prazos e informou ao representante da Folic que os ex-funcionários não estão mais dispostos a esperar e vão manter o cronograma de manifestações contra a empresa – a próxima será neste sábado (3), às 10h, na Uruguaiana, Centro do Rio. O dia 20 de outubro foi marcado como a nova data para apresentação do plano de pagamentos da Folic. Tão logo a proposta seja apresentada, será submetida pelo Sindicato aos ex-funcionários. Conforme já havia afirmado o presidente Márcio Ayer, o Sindicato espera que a empresa apresente “um plano de pagamentos rápido, transparente, que não deixe ninguém de fora e pague todos os direitos devidos”.