Sindicato dos Comerciários do Rio de Janeiro

Menu Menu

Sindicato dos Empregados no Comércio do Rio de Janeiro

Sindicato dos Empregados no Comércio do Rio de Janeiro

Sindicato dos Comerciários do Rio de Janeiro

Notícias

Fechamento aos domingos: Sindicato de olho nos direitos dos comerciários do Guanabara

O supermercado Guanabara informou aos seus funcionários na cidade do Rio que não abrirá mais aos domingos a partir do dia 19 de janeiro. O Sindicato não foi informado oficialmente e está buscando mais informações sobre os motivos para não abrir nestes dias. Ao não abrir aos domingos, comerciários e comerciárias terão o dia livre para estar com a família e desfrutar da merecida folga, que é garantida pela Convenção Coletiva, através do Descanso Semanal Remunerado (DSR).

A decisão de não abrir aos domingos foi exclusiva da própria empresa. O Sindicato dos Comerciários do Rio não tem qualquer participação sobre esse tipo de decisão, mas continuará fiscalizando para que todos os direitos garantidos na Convenção Coletiva continuem sendo cumpridos. 

“Vamos conversar com o Guanabara para termos mais informações sobre os motivos de não abrir aos domingos, mas já entendendo que essa é uma decisão que cabe apenas ao supermercado. Nosso papel é garantir que todos os direitos que estão na nossa convenção sejam efetivamente respeitados”, afirma Márcio Ayer, presidente do Sindicato dos Comerciários do Rio.

Em 2017, o então presidente Temer assinou o decreto que tornou os supermercados serviço essencial, transformando domingos e feriados como dias normais de trabalho. Isso fez com que o adicional de 100% para quem trabalha nestes dias não fosse mais obrigatório, aumentando ainda mais o lucro dos patrões e prejudicando enormemente o bolso dos comerciários do setor. Apesar do decreto, alguns supermercados, entre eles o Guanabara, mantiveram esse adicional de 100% aos domingos, garantindo uma importante conquista para os trabalhadores até hoje. O Sindicato está acompanhando a situação e, caso o supermercado decida reabrir aos domingos, cobrará o retorno do pagamento deste benefício.

Alguns comerciários também informaram que outras redes de supermercados também deixarão de abrir aos domingos, mas ainda sem confirmação. Neste caso, o Sindicato também pedirá informações ao sindicato patronal (Sindigêneros). Em breve divulgaremos atualizações em nossos canais de comunicação.

Manutenção dos postos de trabalho

Independente da abertura aos domingos, o Sindicato defende a manutenção de todos os empregos dos funcionários do Guanabara. Atualmente, segundo pesquisa, um trabalhador com ensino fundamental demora, em média, 13,1 meses para conseguir uma nova vaga de emprego. A pesquisa é da consultoria iDados, a partir da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios (Pnad), do IBGE.

“Atualmente, o desemprego atinge 12,4 milhões, quase 12% dos brasileiros em idade para trabalhar. Por isso, reforçamos a defesa dos trabalhadores do comércio. A expectativa é de uma leve melhora no nível do emprego para este ano, porém ainda muito baixa para a realidade de milhões de desempregados. Além disso, as novas vagas que estão sendo criadas são para os menores salários e com cortes de direitos”, informa o presidente do Sindicato dos Comerciários, Márcio Ayer.