Sindicato dos Comerciários do Rio de Janeiro

Menu Menu

Sindicato dos Empregados no Comércio do Rio de Janeiro

Sindicato dos Empregados no Comércio do Rio de Janeiro

Sindicato dos Comerciários do Rio de Janeiro

Notícias

Ex-funcionários cobram dívidas da Hermes

Diretores do Sindicato e ex-funcionários da Hermes em manifestação para cobrar pressa à empresa. Foto: Jessé Andarilho/ Comerciários

Em recuperação judicial, a Sociedade Comercial e Importadora Hermes Ltda. demitiu em massa, em maio do ano passado, todos os seus funcionários no Rio. Com apoio do Sindicato dos Comerciários, as trabalhadoras e trabalhadores conseguiram sacar o FGTS e ter acesso ao Seguro Desemprego, mas ainda não receberam da empresa as demais verbas rescisórias, como a multa de 40% sobre o Fundo, férias vencidas e outros direitos.

O problema afeta 621 famílias, que cobram uma solução rápida da empresa e da Justiça para que possam tocar em frente suas vidas. Muitos chefes de família permanecem desempregados, com suas contas atrasadas e dificuldades até para alimentar seus filhos. Por isso os ex-funcionários, sempre com apoio do Sindicato, farão nova manifestação para pressionar a massa falida da Hermes e a Justiça estadual por uma solução que agilize o pagamento das dívidas com os trabalhadores.

A massa falida da Hermes possui ativos de alto valor, como imóveis e maquinário importado. A venda deste patrimônio poderia gerar recursos suficientes para pagar tudo o que é devido aos ex-funcionários. Por isso, o Sindicato e os trabalhadores exigem:

  • Venda imediata dos ativos (imóveis, maquinários e agregados);
  • Mais transparência nas ações do administrador judicial da massa falida;
  • Pagamento dos valores referentes ao termo de rescisão;
  • Pagamento da multa de 40% sobre o saldo do FGTS;
  • Pagamento da multa por atraso (CLT art. 447 § 8°);
  • Agilidade da Justiça Estadual na liberação destes valores.

Ato em defesa dos ex-funcionários da Hermes

Dia: 8 de junho (quinta-feira)

Horário: 10h

Local: Avenida Brasil, 44.228 – Campo Grande (próximo ao CIAMPA/Marinha do Brasil)