Sindicato dos Comerciários do Rio de Janeiro

Menu Menu

Sindicato dos Empregados no Comércio do Rio de Janeiro

Sindicato dos Empregados no Comércio do Rio de Janeiro

Sindicato dos Comerciários do Rio de Janeiro

Notícias

Segurança e saúde do trabalhador em primeiro lugar

O 28 de abril marca o Dia Mundial em Memória das Vítimas de Acidentes de Trabalho. No Brasil, a lei 11.121/2005 instituiu, na mesma data, o Dia Nacional em Memória das Vítimas de Acidente de Trabalho e Doenças do Trabalho. Neste momento de crise pelo novo coronavírus, com o alto risco para os trabalhadores do comércio que estão expostos ao vírus, é importante ressaltar a necessidade de se tomar todas as medidas de prevenção.

A situação é muito séria, é preciso atender as determinações das autoridades de saúde e ao decreto do governo estadual, que determinou o fechamento do comércio e outras medidas de isolamento social, liberando apenas o serviço essencial, como supermercados e hortifrutis.

Desde o começo desta crise, o Sindicato dos Comerciários tem cobrado das empresas medidas de prevenção à saúde, resguardando funcionários e clientes. Infelizmente, por conta da falta de compreensão de algumas empresas, o Sindicato teve que buscar na justiça a obrigação para que as lojas tomassem medidas para resguardar a saúde dos trabalhadores.

Para a diretora que coordena a organização das CIPAs no Sindicato, Daniele Moretti, os comerciários precisam cobrar das empresas o fornecimento dos equipamentos de proteção, como luvas e máscaras. Também garantir nas lojas o álcool gel, maior higienização no ambiente de trabalho, local para lavar as mãos e toalhas descartáveis, entre outros itens. Os trabalhadores devem denunciar irregularidades e aglomerações que estejam ocorrendo no comércio. “Os comerciários que estão trabalhando precisam ter sua saúde garantida. São pais e mães de família que precisam sair para trabalhar, mas para isso é necessário garantir a saúde de todos”, afirma.

Fiscalização

“O Sindicato continua recebendo denúncias de lojas que ainda não estão tomando todas as medidas necessárias, como afastar trabalhadores que fazem parte do grupo de risco. Vamos fiscalizar as lojas e, se necessário, remeter os casos para o governo do estado e a prefeitura para que tomem as medidas necessárias e punam quem continua descumprindo com os decretos”, declara Márcio Ayer, presidente do Sindicato dos Comerciários.

O 28 de abril

O dia Mundial em Memória das Vítimas de Acidentes de Trabalho, surgiu no Canadá por iniciativa do movimento sindical. A data foi escolhida em razão de um acidente que matou 78 trabalhadores em uma mina no estado da Virgínia, nos Estados Unidos no ano de 1969. A OIT, desde 2003, consagra a data à reflexão sobre a segurança e saúde do trabalhador.